Unifal soma dois anos de superação e conquistas para mais de 400 usuários

Iwwa Agência
Publicado 02/02/2011 04:02:07

“Meus problemas de saúde diminuíram sensivelmente depois que passei a ser acompanhado pela Unifal e integrei a equipe de atendimento da unidade”. Esta é a opinião de Diógenes Matos, 27 anos, paciente e funcionário da Unidade de Apoio às Pessoas com Doença Falciforme (Unifal) de Camaçari.

Aprovado no concurso público da Prefeitura de Camaçari em 2007, Diógenes Matos foi convocado para trabalhar na Unidade em 2009. “Aqui conheci muitas pessoas com situações mais difíceis que a minha e descobri que sou um privilegiado”. E acrescenta, “Fui muito bem acolhido pela Unifal como paciente e como servidor público”.

Com uma história parecida com a de Diógenes, Tainan Gomes, 17 anos, além de ser paciente da unidade, também trabalha no local através do projeto Adolescente Aprendiz.

“Antes eu já prestava serviço voluntário à Unifal. Agora, como funcionária, gosto de ouvir os pacientes. A troca de experiência serve como uma terapia para mim e para os demais”.

Camaçari foi pioneira no Estado no processo de implantação de uma unidade municipal para atendimento às pessoas com doença falciforme. A Unifal foi a primeira também na garantia de marcação de exames e consultas especializadas, vacinas e medicamentos, bem como encaminhamentos a benefícios sociais e na firmação de parceria com a Associação Camaçariense de Pessoas com Doença Falciforme.

Entre as ações de destaques desenvolvidas pela Unifal ao longo dos dois anos de funcionamento está a experiência do Programa Municipal de Atenção Integral a Pessoas com Doença Falciforme, apresentada em Gana e no Senegal, no continente africano.

A Unifal atualmente possui 400 pacientes cadastrados com traço ou doença falciforme. No local, os usuários contam com atendimento multiprofissional, que vai desde consultas com hematologista a acompanhamento nutricional. Além de Camaçari, apenas Salvador e Itabuna dispõem do programa na Bahia.

A Unifal está localizada no Centro de Unidades de Apoio e Referência em Saúde (Cuidar).

DOENÇA FALCIFORME

A Doença Falciforme é hereditária. Ela é resultado de uma modificação genética no gene (DNA), que no lugar de produzir o pigmento chamado hemoglobina (Hb) A, dentro dos glóbulos vermelhos, produz um outro denominado S (HbS).

A doença, de origem africana, tem maior incidência entre afrodescendentes. Entre os principais sintomas estão a anemia crônica, icterícia (cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos), dores nas articulações, músculos e ossos e inchaços na região dos punhos e tornozelos.  

Foto: Wendell Wagner

Tainan Gomes sente-se feliz em fazer parte da Unifal -

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 6 de dezembro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 6 de dezembro de 2021

Camaçari tem selos Bandeira Azul renovados e hasteamento ocorre nesta terça (7/12)

Camaçari tem selos Bandeira Azul renovados e hasteamento ocorre nes...

Tranquilidade e organização marcam início da entrega dos cupons da Cesta de Natal na sede

Tranquilidade e organização marcam início da entrega dos cupons da ...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.