Transmissão vertical pode ser evitada

Iwwa Agência
Publicado 25/08/2010 11:08:38

No intuito de reduzir a transmissão vertical do vírus HIV, denominação adotada para a contaminação passada da mãe para o filho, a Secretaria Municipal da Saúde (Sesau) realiza palestras educativas e fornece atendimento e acompanhamento médico às pacientes da rede municipal.

“Quanto mais precoce o diagnóstico da infecção pelo HIV na gestante, maiores são as chances de evitar a transmissão para o bebê. O tratamento é gratuito e está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS)”, disse coordenadora do Programa Municipal de DST/Aids, Maria Luísa de Castro Almeida.

As gestantes com HIV são acompanhadas pelo Centro de Referência e Especialidades em Saúde (Cres), onde recebem o tratamento específico.

De acordo com informações da Sesau a estimativa é que existam 234 pessoas com HIV no Município.

Destas, 123 fazem uso da terapia anti-retroviral, tratamento que amplia a imunidade, aumentando o tempo e a qualidade de vida do portador do vírus da Aids.

 SEMINÁRIO

Cerca de 232 profissionais da saúde, entre agentes comunitários, enfermeiros, técnicos de enfermagem, médicos, assistentes sociais e psicólogos, participaram do primeiro Seminário de Transmissão Vertical do HIV e da sífilis.

A iniciativa teve o propósito de promover a atualização dos profissionais de saúde do Município, em relação a medidas de controle, fluxo e transmissão vertical do HIV e da sífilis.

Foto: Divulgação

Transmissão vertical do HIV se dá de mãe para filho -

Mais Notícias

Prefeitura não decretará ponto facultativo no dia 27 de setembro

Prefeitura não decretará ponto facultativo no dia 27 de setembro

Defesa Civil e PM auxiliam moradores durante desocupação de imóvel

Defesa Civil e PM auxiliam moradores durante desocupação de imóvel

Moradora da costa é contratada após capacitação promovida pela prefeitura

Moradora da costa é contratada após capacitação promovida pela pref...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.