Trabalho da Defesa Civil evita estragos em Camaçari

ASCOM BOT
Publicado 08/05/2008 03:05:26

A forte chuva que cai na Região Metropolitana desde a madrugada não chega a assustar os moradores de Camaçari. O trabalho da Prefeitura e Defesa Civil reduziu, de forma significativa, as ocorrências. Serviços de drenagem, aliados à construção de canais, limpeza de bueiros e manutenção da rede pluvial evitaram que o Município somasse grandes estragos nesta quinta-feira (08/05).

Durante o dia, foram registrados pequenos pontos de alagamentos na cidade, três deslizamentos de terra, um desabamento e 31 ocorrências, a maioria relacionada a fossas. Em menos de 24 horas, o índice pluviométrico ultrapassou os 50 milímetros. Mesmo com a previsão de redução das chuvas, a Defesa Civil intensifica os trabalhos e mais de 40 agentes estão em regime de plantão para atender os moradores.

Ao notar qualquer irregularidade que indique desabamento de encostas ou rachadura na residência, o morador deve ligar para o telefone 199 e solicitar visita da equipe. A ligação é gratuita. A Defesa Civil trabalha com mais de 200 técnicos, cinco caminhões pipa, quatro de limpeza de fossa, uma F 4.000, uma Kombi, cinco automóveis e seis motos.

A Prefeitura ainda realiza um importante trabalho de educação, esclarecendo a comunidade sobre os riscos de deslizamentos e alagamentos causados pelo depósito de lixo e outros descartes em rios e encostas. De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Ademar Lopes, o apoio da população é fundamental para que os resultados sejam positivos.

Camaçari ganhou atenção especial na prevenção das chuvas já no primeiro ano do governo, quando 28 mil pessoas foram atingidas pelos alagamentos. Em 2006, a Prefeitura construiu o canal da Manuela, que corta os bairros do Mangueiral, Ficam I e II, Gravatá, Vila Goiânia, Alto da Cruz e Gleba A, e ajudou a eliminar vários pontos de alagamento, beneficiando mais de cinco mil famílias. No ano passado, o número de ocorrências caiu para 5 mil.

PREVENÇÃO
Para prevenir os danos à população, a Defesa Civil montou, desde dezembro passado, esquema de vigilância especial, com o apoio dos serviços de meteorologia da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Climatempo e sistema de defesa civil do Governo Federal. Pelo sistema de vigilância, o sinal de alerta sobre a possibilidade de fortes chuvas é dado com três dias de antecedência.

Além disso, técnicos realizam manutenção nos rios e desentopem bueiros. Os trabalhos priorizam as áreas de risco do Município como Novo Horizonte, entorno do Morro da Manteiga e o Morro dos Noivos, Jardim Brasília, Alto dos Noivos e Nova Vitória.

Caso seja necessário, as secretarias disponibilizam equipamento e pessoal para evitar problemas aos moradores, principalmente das áreas críticas. “Com todas as secretarias integradas, o trabalho de prevenção fica mais eficaz”, garante Lopes.

Foto: Nelinho Oliveira

O canal da Manuela, construído em 2006, corta seis bairros -

Mais Notícias

Mais 1.660 doses de vacina contra Covid-19 chega a Camaçari

Mais 1.660 doses de vacina contra Covid-19 chega a Camaçari

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 23 de Janeiro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 23 de Janeiro de 2021

Fábrica Eliane passará por modernização em Camaçari

Fábrica Eliane passará por modernização em Camaçari

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.