Servidores municipais são certificados em curso básico de Libras

ASCOM
Publicado 11/08/2022 05:08:19

Nesta quinta-feira (11/8), 35 servidores municipais, que atuam na rede de proteção das crianças e adolescentes de Camaçari, receberam o certificado de conclusão do curso básico em Língua Brasileira de Sinais (Libras), que iniciou em julho deste ano, e abordou noções simples de cumprimentos, acolhimento, cores e sentimentos, no contexto das violações dos direitos em um cenário de violência.

O evento, que aconteceu no auditório da Secretaria de Governo (Segov), reuniu dezenas de pessoas que assistiram a uma apresentação de coral em Libras. Representando o prefeito Elinaldo Araújo, o vice-prefeito José Tude declarou-se emocionado, e avaliou o momento como uma grande novidade para Camaçari. “Eu nunca vi na minha vida um coral em Libras. Estou muito emocionado. Vocês foram maravilhosos”, comentou, ressaltando, que “todas as secretarias municipais devem se aprimorar cada vez mais para o atendimento do público surdo”.

A titular da Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), Reni Oliveira, falou de felicidade e alegria, ao ver aquele grupo de pessoas se aperfeiçoando, e lembrou do empenho do chefe do Executivo para que a população surda seja atendida da melhor forma, nos órgãos do governo. “Agradeço ao prefeito Elinaldo que nos atendeu em todas as solicitações. Quero dizer que não vamos parar por aqui, até que todos os alunos do presente, se tornem capacitadores no futuro”. Reni também parabenizou a todos os participantes, e celebrou, “hoje é um momento de muita felicidade, não só para vocês, mas também para mim”.

Janete Ferreira, responsável pelo Grupo de Trabalho Coordenador (GTC) da 7ª edição do Programa Prefeito Amigo da Criança (PPAC), vinculado à Secretaria de Relações Institucionais (Serin), explicou que o curso em Libras foi implantado com base na Lei n.º 13.431/17, ou Lei da Escuta Protegida, e faz parte da formação de todos que atuam na rede. “Para nós, este momento nos motiva a trabalhar ainda mais no sentido de ampliar esta capacitação, abrindo mais turmas, com mais pessoas sendo capacitadas”.

Com o objetivo de gerar o estímulo em toda a equipe dentro das repartições públicas do município, a subsecretária da Segov, Ilay Ellery, também participou do curso. Para ela, é fundamental que todos conheçam, pelo menos, os conceitos básicos. “Desde muito nova aprendi o alfabeto em Libras e, com estes novos conhecimentos, espero ser uma multiplicadora. Os surdos precisam de nós, e nós precisamos chegar até eles. Eu posso atestar que a gente pode estender isso para toda rede e ampliar. O governo só tem a ganhar”, comentou Ilay.

As professoras Nadja Basílio, que trabalha na diretoria pedagógica da coordenadoria de inclusão da Secretaria da Educação (Seduc); e Kleide Moraes, tradutora e intérprete de Libras, foram responsáveis por ministrar as aulas que duraram 60 horas. Enquanto Nadja destacou a adesão imediata de todas as secretarias convidadas e falou da rotina dos trabalhos, dizendo que, “a sala sempre foi muito animada, e todos sempre demonstraram interesse e dedicação”; Kleide pontuou sobre a satisfação de poder contribuir na formação do grupo, e acrescentou, “trabalho com a comunidade surda há mais de 10 anos, e estamos aqui para formar, treinar, ensinar e compartilhar conhecimentos, para que possamos conseguir viver em uma cidade mais justa para todos”.

Membro do GTC, Cristiana Ramalho explicou que a ideia do curso surgiu a partir de uma reunião mensal, com a participação de representantes de diversas cidades da Região Metropolitana, quando uma conselheira de Camaçari falou da necessidade da capacitação para melhor atender à comunidade surda da cidade, estimada em mais de 10 mil pessoas. “Ela falou da dificuldade de se comunicar com os surdos, por falta do conhecimento em Libras. Imediatamente acionamos a Gedef [Gerência de Serviços à Pessoa com Deficiência] da Sedes e a Seduc, criamos o programa do curso e hoje estamos comemorando o resultado da união de todos”.

Participaram também da formação básica, servidores do Centro Especializado em Reabilitação Física e Intelectual (CER II), do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), do Programa Primeira Infância, representantes da União das Organizações Sociais e Culturais de Camaçari (UOSC), do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) e do Conselho Tutelar, a exemplo do conselheiro Marcelo Santos, que classificou o curso como uma oportunidade única, e disse que já está colocando os conhecimentos em prática. “Conversei com um colega na academia que é surdo, e ensinei à filha de uma amiga, que estava fazendo uma atividade em Libras. Isso impactou a minha vida de forma positiva”, comentou Marcelo que disse se sentir preparado, no caso de alguma criança surda precisar de atendimento no conselho.

No evento também estiveram presentes, Elias Natan, gestor da Secretaria da Saúde (Sesau); Luciel Neto, subsecretário da Secretaria da Cultura (Secult); Major Luiz Alan Costa, subcomandante do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Camaçari; a presidente da Associação dos Surdos de Camaçari, Graziela Moraes, e a presidente do CMDCA, Baja Carvalho.

Mais Notícias

Centro de Atenção à Saúde da Mulher será inaugurado nesta terça (27)

Centro de Atenção à Saúde da Mulher será inaugurado nesta terça (27)

Sesau presta contas na Câmara referente ao 2º quadrimestre de 2022

Sesau presta contas na Câmara referente ao 2º quadrimestre de 2022

Prefeito entrega Creche Linaldo da Silva à população

Prefeito entrega Creche Linaldo da Silva à população

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.

AFFPAY AFFPAY Signup AFFPAY Loginp AFFPAY Affiliates Terms AFFPAY Advertisers Terms AFFPAY Privacy Policy AFFPAY FAQ AFFPAY Contact us