Segunda etapa do Mulher Cidadã começa em agosto

Iwwa Agência
Publicado 22/07/2009 09:07:22

A segunda etapa do Mulher Cidadã está prevista para começar em agosto com 312 inscritas. A proposta do programa municipal é garantir a capacitação profissional e a inserção das beneficiadas no mercado de trabalho. Desde 2007, quando foi criado, o programa beneficiou 1.039 pessoas.

Durante quatro meses, o Mulher Cidadã oferece cursos de panificação, culinária, cabeleireiro, corte e costura, customização e moda íntima, bijuteria, massagem e buffet.

As aulas acontecem as terças, quartas e quintas-feiras, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Ao final do programa, as mulheres recebem certificado de participação.

Cada turma tem capacidade para 26 pessoas. Os cursos são ministrados por técnicos de uma empresa contratada pela Prefeitura. Todos residem no Município. De acordo com a gerente do Mulher Cidadã, Agilda Maria de Souza, “essa é uma forma de valorizar a mão-de-obra local e estimular a geração de trabalho e renda”.

O programa é realizado pela Prefeitura, através da Secretaria da Promoção da Mulher e da Reparação (Seprom). Na próxima fase, serão investidos cerca de R$ 500 mil.

MULHER CIDADÃ
O programa Mulher Cidadã marca uma iniciativa inédita na execução de políticas públicas voltadas à capacitação profissional e inserção no mercado de trabalho. Criado pela Lei Municipal 806/2007, atende pessoas com mais de 16 anos cadastradas no programa Bolsa Família.

A Prefeitura oferece uma bolsa auxílio no valor de R$ 172,00 para as pessoas que estão cadastradas na Secretaria do Desenvolvimento Social e ainda não recebem o beneficio do Bolsa Família.

A experiência no Programa Mulher Cidadã trouxe resultados positivos para o dia-a-dia de diversas mulheres. Segundo Dione Sotero Batista, 39 anos, o curso de culinária foi uma nova chance de voltar ao mercado de trabalho. “Aprendi a fazer outros pratos, conheci diversas pessoas e percebi que o conhecimento pode ser adquirido em qualquer fase da vida”, diz. Satisfeita, ela conta que após o curso conseguiu emprego em seis meses.

A satisfação é a mesma para Maria Rosália Nascimento. Aluna do curso de cabeleleiro, ela fala dos novos aprendizados. “Aprendi a fazer escova, penteados e utilizar a prancha. Agora já faço atendimento na própria casa das clientes e tiro um dinheiro extra”, fala a moradora do Phoc 1.

De acordo com a Secretaria da Promoção da Mulher e da Reparação (Seprom), a Prefeitura está avaliando a possibilidade de estabelecer parcerias com o Instituto de Economia Solidária (IES) e organizações não-governamentais. O objetivo é permitir a formação de cooperativas e ampliação da capacidade destas parcerias através do uso de microcrédito.

Slideshow | 2 fotos

Segunda etapa do Mulher Cidadã começa em agosto

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 6 de dezembro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 6 de dezembro de 2021

Camaçari tem selos Bandeira Azul renovados e hasteamento ocorre nesta terça (7/12)

Camaçari tem selos Bandeira Azul renovados e hasteamento ocorre nes...

Tranquilidade e organização marcam início da entrega dos cupons da Cesta de Natal na sede

Tranquilidade e organização marcam início da entrega dos cupons da ...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.