Sedur intensifica combate a extração de minerais

Iwwa Agência
Publicado 21/09/2009 03:09:18

Para evitar que os fiscais sofram ameaças e agressões físicas durante as operações de apreensão de equipamentos e embargo de pontos ilegais de exploração, a Prefeitura solicitou apoio do Ministério Público e do Departamento Nacional de Produtos Minerais (DNPM) no combate a extração irregular de minerais.

Em continuidade as ações contra a extração ilegal de minerais, a Secretaria do Desenvolvimento Urbano (Sedur) fez, no mês passado, o mapeamento da sede e orla, com auxílio de ferramentas do geoprocessamento.

A finalidade é identificar o número de areais legais, ilegais e passíveis de legalização existentes no Município.

A Coordenação de Fiscalização e Uso do Solo conta com um efetivo formado por 20 fiscais, 13 na sede e sete na orla, e mais 15 profissionais entre técnicos, coordenadores e equipe de apoio.

Atualmente, Camaçari conta com 30 áreas legalizadas para a extração de mineral, e 128 têm autorização para pesquisa de materiais. De acordo com a base de dados do DNPM, há ainda 42 requerimentos entre andamento para concessão de lavra, licenciamento e autorização de pesquisa. Consta no sistema do departamento, um total de 44 áreas disponíveis para extração.

A areia é o principal produto explorado no Município, seguido da argila e do caulim (minério utilizado na fabricação de papel, tintas e cerâmicas). O material extraído é utilizado, em sua maior parte, na construção civil, e no setor industrial.

MEIO AMBIENTE
A remoção indevida dos materiais resulta em grandes prejuízos ao Município, que vão desde ao desgaste das vias de acesso, por conta do excesso de carga, a devastação da fauna e da flora nativas. Por ser considerada altamente impactante ao meio ambiente, a exploração mineral é passível de licenciamento ambiental.

A atividade mineral não pode deixar de existir, uma vez que seus produtos são de grande importância para a sociedade. O grande desafio é produzir bens minerais sem degradar o meio ambiente. Para isso os empreendedores precisam ter consciência para aproveitar de forma racional os recursos minerais e, consequentemente, causar menos agressão à natureza.

Foto: Carol Garcia

Município possui 30 áreas legalizadas para extração -

Mais Notícias

Requalificação do Mercado de Barra do Pojuca é tema de reunião

Requalificação do Mercado de Barra do Pojuca é tema de reunião

Teatro Cidade do Saber será palco para festival de stand up Bloco de Notas

Teatro Cidade do Saber será palco para festival de stand up Bloco d...

Camaçari volta a celebrar o Dia das Crianças com festa

Camaçari volta a celebrar o Dia das Crianças com festa

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.

AFFPAY AFFPAY Signup AFFPAY Loginp AFFPAY Affiliates Terms AFFPAY Advertisers Terms AFFPAY Privacy Policy AFFPAY FAQ AFFPAY Contact us