SAMU-192 de Camaçari é um dos melhores do país

ASCOM BOT
Publicado 23/01/2009 11:01:27

Considerado pelo Ministério da Saúde (MS) um dos mais eficazes sistemas de gestão do serviço SAMU-192 em todo país, Camaçari é a única cidade baiana escolhida para implantar o projeto piloto Corrente de Sobrevivência voltado para Emergências Cardiovasculares.

Além de Camaçari, foram escolhidas Barbacena (MG), Três Lagoas (MG), Apucarana (PR) e Itanhaém (SP).

O programa treina e capacita profissionais para prestar suporte básico de vida em locais de grande circulação de pessoas.

Pesquisas revelam que o ataque cardíaco é uma das principais causas de morte no Brasil. O que muita gente não sabe é que o óbito pode ser evitado se o paciente tiver os primeiros socorros logo que comece a passar mal.

O médico Luciano Pinto, coordenador do SAMU-192, avalia que a escolha do Município como cidade piloto para implantação do projeto é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Camaçari.

“O projeto ainda traz recursos técnicos e capacitação pessoal para a cidade”, explica o coordenador.

Para confirmar a participação, é preciso apenas informar ao Ministério da Saúde o número e o vínculo dos profissionais com o SAMU-192. O prazo termina na próxima sexta-feira (30/01).

COORDENAÇÃO REGIONAL
A eficiência do trabalho deu ao Município, em 2008, o título de SAMU Regional, tornando-o responsável pelo gerenciamento dos trabalhos em Dias D’Ávila, Conde, Pojuca, Mata de São João e São Sebastião do Passé.

ESTRUTURA
O SAMU-192 de Camaçari possui atualmente quatro ambulâncias, duas de suporte básico e duas avançadas com UTI.

O serviço conta com 21 médicos, 10 auxiliares de regulação médica, seis rádios operadores, 20 condutores, 12 técnicos de enfermagem, 12 enfermeiros, dois técnicos administrativos, quatro coordenadores e cinco auxiliares.

Criado para prestar socorro em casos de urgência e emergência, o serviço registrou no ano passado, cerca de 16 mil atendimentos.

Cada viatura é acionada de acordo com a gravidade do caso. “O médico regulador avalia as chamadas e as classifica por importância. Às vezes, não é necessário nem mandar a viatura, basta uma orientação por telefone”, assegura o coordenador do SAMU-192 em Camaçari.

Foto: Marina Silva

O serviço possui quatro ambulâncias e 21 médicos -

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 23 de Janeiro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 23 de Janeiro de 2021

Fábrica Eliane passará por modernização em Camaçari

Fábrica Eliane passará por modernização em Camaçari

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 22 de Janeiro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 22 de Janeiro de 2021

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.