Público lota evento e vibra ao som dos artistas

Iwwa Agência
Publicado 25/09/2016 07:09:29

Explosão cultural, mistura de ritmos, uma festa segura e tranquila. Assim foi a Virada Cultural, que levou milhares de pessoas para praça da Simpatia, na noite de sábado (24/09). Nem a ameaça de chuva foi empecilho, o público compareceu e vibrou ao som dos diversos artistas que animaram o evento.

Dentre os artistas está o baiano Saulo. Com repertório envolvente incluindo novos e antigos sucessos, o cantor esteve o show inteiro em sintonia com o público que o acompanhava a cada música. “É uma honra estar nesta festa. Fico encantado ao saber que ainda existem gestores que investem dessa maneira na cultura. Camaçari é um exemplo. Além desta festa linda, tem a Orquestra Pró Sinfônica, as manifestações culturais. Promover um evento como este é uma forma de manter tudo isso vivo”, destacou o cantor.

A Virada Cultural é aguardada por muitos com ansiedade, principalmente pelas famílias que têm um lugar seguro e tranquilo para se divertir e estar com os filhos. É o caso de Rose Lima, 34 anos, e Reginaldo de Jesus, 33 anos. O casal que reside no bairro Lama Preta esteve nas edições passadas acompanhado da filha Sofia Santana, 5 anos. “Tem policiamento, está bem organizada e ainda tem o show do Lenine”, disse entusiasmada Rose.

E também foi o show do cantor Lenine que atraiu o pizzaiolo e morador de Salvador, Rickson Santos, 22 anos, para o evento. Fã do artista pernambucano há sete anos, ele elogiou a estrutura da festa, a grade de atrações e principalmente a iniciativa da Prefeitura em investir em cultura para população. Em entrevista antes do show, o cantor Lenine elogiou a iniciativa da Prefeitura em investir na cultura através de um Festival que “é plural e deveria ser um exemplo a ser seguido por todo Brasil”.

O prefeito Ademar Delgado prestigiou o evento e lembrou a importância para valorização da cultural e dos artistas locais, a forma democrática como é construído e ainda o fomento a economia local com a realização da festa. “O formato deste festival e a Orquestra Pró Sinfônica de Camaçari serão os meus legados culturais para a cidade”, afirmou, ao contar que todos os artistas da terra receberam os cachês dos shows após as apresentações.

O Festival de Cultura e Arte começou sábado com a Virada Cultural, mas prossegue até sexta-feira (30/09). “Até lá, a nossa cidade ainda vai respirar muita cultura”, foi o que garantiu a secretária da Cultura, Branca Vieira Lima, ao anunciar que a banda Teatro Mágico é a atração surpresa para o show no dia do aniversário da cidade, na quarta-feira (28/09), que também acontece na praça da Simpatia.

A secretária da Cultura, Branca Vieira Lima, ainda lembrou que a programação acontecerá de forma descentralizada ocupando localidades da zona rural e orla. Ela ressaltou que o Festival de Cultura e Arte é o maior da Bahia no que diz respeito ao investimento ao artista local. “Esse é o nosso objetivo, que a cultura de Camaçari e os artistas sejam valorizados, reconhecidos, prestigiados”, pontuou.

Para que o festival acontecesse de maneira tão diversificada e valorizando os artistas da terra, a Secult (Secretaria da Cultura) conta com o apoio do Conselho Municipal de Cultural. “O evento é feito por várias mãos. É tudo muito democrático. Os artistas que se apresentaram aqui foram escolhidos através de seleção e de apresentação de projeto. Este é um dos fatores que contribui para o sucesso do evento”, destacou o presidente do conselho, Jorge Sousa, mais conhecido como Pica Pau.

Na opinião do cantor da banda Afrocidade, grupo formado genuinamente por moradores de Camaçari, José Macedo, 26 anos, a Virada e o Festival são eventos que proporcionam aos artistas da terra a oportunidade de apresentar o trabalho desenvolvido, mostrar que tem qualidade e é realizado com profissionalismo. A Virada Cultural terminou com o sol nascendo ao som do punk rock da banda Desrroche.

A programação contou ainda com exposição, feira de artesanato, vila gastronômica, com food trucks, espetáculo teatral, apresentação de manifestações da cultura popular, além de djs, shows da banda vencedora do FEMEC (Festival Música Estudantil de Camaçari) e da cantora Dayna Lins, da Bamuca in Concert, o espetáculo musical O Jardim de Humberto Porto, dentre outros.      

Slideshow | 21 fotos

Público lota evento e vibra ao som dos artistas

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 16 de outubro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 16 de outubro de 2021

Sedur visita empreendimento instalado em Catu De Abrantes

Sedur visita empreendimento instalado em Catu De Abrantes

Serviço de urgência e emergência será ampliado em Camaçari

Serviço de urgência e emergência será ampliado em Camaçari

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.