Projeto Máquina do Som movimenta Cidade do Saber

Iwwa Agência
Publicado 28/07/2008 08:07:29

A primeira edição da Máquina do Som em Camaçari, que aconteceu sábado (26/07), no teatro da Cidade do Saber Professor Raymundo Pinheiro, rendeu uma tarde de muita animação para os alunos da rede pública e particular do Município.

A novidade da tarde ficou por conta de uma atitude espontânea dos alunos, que enviaram recadinhos, a maioria com teor amoroso, para outros colegas, todos lidos pelos apresentadores do programa, que se surpreenderam com a brincadeira e disseram ser algo inusitado para A Máquina do Som.

A programação foi aberta ao som dos hinos Nacional e de Camaçari, na voz da aluna Elaine dos Santos, da Escola Municipal Américo Ferreira, em Barra do Pojuca. Em seguida, um grupo de dança da mesma escola se apresentou.

As apresentações teatrais abrilhantaram ainda mais o evento, com monólogo representado pelo aluno da Escola Estadual José de Freitas Mascarenhas. O quadro de entrevista, cujo tema foi os 250 anos de Camaçari, foi integrado por Oriosvaldo Cavalcanti e Graça Guimarães, que contaram, em um papo animado, a história da cidade.

Outro momento de pura expressão artística foi o “Máquina de Escrever”, em que o aluno Luiz Fernando Castelo da Silva, da escola Mascarenhas, recitou poesias de sua autoria.

Entre as escolas da rede particular, marcaram presença alunos da Escola D. Pedro II e do Centro Educacional Miguel Alves (Cema). O estudante Rogério Ramos, 14 anos, da Escola Eliza Dias de Azevedo, em Buris de Abrantes, gostou muito das apresentações. “O projeto serve de incentivo para o aluno estudar e desenvolver seus potenciais artísticos”.

O evento foi encerrado ao ritmo estonteante da banda Clube de Patifes, que embalou os mais de 500 expectadores presentes no local.

O apresentador do programa e um dos idealizadores do projeto A Máquina do Som, Roger Branco, ficou feliz em realizar o programa em Camaçari. “É fácil desenvolver um trabalho aqui, temos qualidade na estrutura e nas apresentações”. A Máquina do Som é implementada pelo governo do Estado, por meio do FazCultura, mais empresas parceiras.

FRUTO DA TERRA
Um dos pontos interessantes do evento foi a presença de Patrícia Almeida, moradora de Camaçari, que apresentou o programa ao lado de Roger Branco e Lulu Pugliese. A iniciativa mostra a preocupação em valorizar os talentos locais.

FINALISTAS
O finalista deste sábado na categoria o “Guitarrista da Máquina” foi o aluno Daniel Borges Santos, da Escola Estadual José de Freitas Mascarenhas. Ela arrancou aplausos durante os cinco minutos de apresentação, depois de tocar desde o Hino Nacional até Brasileirinho. Daniel se mostrou um forte concorrente ao prêmio, que será entregue no dia 20 de setembro.

A banda “Fale”, formada por alunos da Escola Estadual Gonçalo Muniz, foi a escolhida para marcar presença na final. Todas as apresentações agradaram ao público.

Foto: Agnaldo Silva

Banda finalista é formada por alunos do Gonçalo Muniz -

Mais Notícias

Tiro de Guerra de Camaçari forma 37 atiradores

Tiro de Guerra de Camaçari forma 37 atiradores

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 1º de dezembro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 1º de dezembro de 2021

Programação diversificada anima Agenda Cultural

Programação diversificada anima Agenda Cultural

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.