Projeto atenderá 800 estudantes

Iwwa Agência
Publicado 12/06/2017 01:06:48

Com a participação de alunos, pais e educadores foi realizada a abertura do projeto Reconstruindo Saberes, nesta segunda-feira (12/6), na Cidade do Saber. Essa é uma ação estratégica que visa ampliar as oportunidades de aprendizagem de alunos com distorção idade-série, que estudam em escolas da Rede Municipal de Ensino, circunvizinhas a instituição.

Inicialmente, o projeto vai atender cerca de 800 estudantes de sete escolas da região da Cidade do Saber, onde funcionará a ação. No espaço, os alunos contarão com oficinas das disciplinas de português e matemática e atividades culturais e esportivas, sempre de segunda a quinta-feira, no turno oposto ao da matrícula na escola.

As aulas começaram hoje e na próxima semana serão realizadas atividades de acolhimento e de projeto de vida, além da aplicação de uma avaliação das disciplinas para inventariar o que os estudantes sabem e o que eles precisam aprender. Estas informações é que vão direcionar o planejamento e as intervenções dos professores.

A ideia surgiu através do diagnóstico da rede, realizado nos 100 primeiros dias de gestão. “Ouvimos educadores, alunos e famílias. E, analisando os resultados dos nossos estudantes no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep), ficou claro que para a gente construir uma escola pública de qualidade, precisamos dar atenção exatamente aos estudantes que estão na escola e que não estão aprendendo o esperado”, afirmou a secretaria da Educação, Neurilene Martins.

Dentre os dados coletados estão as altas taxas de reprovação e evasão e avaliação na Prova Brasil, que indica problemas nas competências de leitura compreensiva e de solução de problemas. Segundo a titular da Educação, “essa proposta veio para dar respostas a esses problemas identificados. A gente entende que a inovação pedagógica de Camaçari passa pelo simples e o essencial, que é a escola que acolhe por aprendizagem”.

Acompanhado filho, Jorge Bonfim Guedes Santos, 55 anos, participou da iniciativa. “Só tenho a parabenizar pelo incentivo. Acredito que meu filho vai estudar mais e vai poder aprender”. Ao lado do pai, Ismael Lima Santos, 10 anos, que está no 4° ano da Escola Municipal Neuza Menezes Barreto, está animado, principalmente, por conta das aulas de karatê. Ele, que disse ter dificuldade com as contas, garantiu que vai estudar mais e aprender tudo.

O Reconstruindo Saberes segue durante todo o ano e a previsão é que, em 2018, contemple também estudantes da zona rural do município e um novo público da sede. Já que a meta é que muitos desses alunos, que estão com essas necessidades educativas, ao final do ano, já estejam regularizados.

O projeto é realizado através da parceria entre as secretarias da Educação, da Cultura e do Esporte, Lazer e Juventude. Já que 30% das vagas oferecidas pela Cidade do Saber foram direcionadas para esses jovens.

Foto: Angelo Pontes

Abertura do projeto Reconstruindo Saberes, nesta segunda-feira (12/6), na Cidade do Saber. -

Mais Notícias

Sedur visita empreendimento instalado em Catu De Abrantes

Sedur visita empreendimento instalado em Catu De Abrantes

Serviço de urgência e emergência será ampliado em Camaçari

Serviço de urgência e emergência será ampliado em Camaçari

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 15 de outubro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 15 de outubro de 2021

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.