Professor tem ganho real de 21,93% em 4 anos

Iwwa Agência
Publicado 17/06/2009 03:06:39

A política de valorização, com a aplicação de aumentos reais, vem mudando a realidade salarial do professor de Camaçari, um dos municípios que mais investem em educação.

Entre 2005 e 2008, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 19,04% e o reajuste médio do magistério chegou a 40,97%, o que representa um ganho real de 21,93%.

Comparado ao período de 1997 a 2004, quando não houve ganho real, o saldo negativo foi de 30,29%.

Mesmo diante da atual conjuntura, de grave crise financeira internacional e considerável queda de receita no Município, a Prefeitura oferece aos professores um reajuste de 8% a partir de maio, ou seja, aumento real de salário de 2,25%.

Com o aumento, o piso salarial do magistério, incluindo a incorporação da regência de classe, sobe para R$ 1.193,40, ficando 5,12% superior ao piso nacional que é de R$ 1.135,25. A proposta ainda contempla 18% de auxilio alimentação e 12% de auxilio transporte.

O aumento vai custar aos cofres públicos cerca de R$ 6 milhões este ano.

De acordo com o secretário da Administração, Ademar Delgado, é preciso “compreensão”, pois o momento é de dificuldades. “A Prefeitura está sempre aberta ao diálogo. Temos de esgotar todas as formas de negociação, até porque ninguém ganha com a greve e os mais prejudicados são os estudantes, que ficam sem aula”.

Ainda segundo o secretário, a educação vai além das condições salariais para os professores. “É preciso que a gente pense no todo. A estrutura educacional inclui salários dignos também para os demais servidores da área, escolas bem equipadas e com boa estrutura física. Sem esquecer da merenda escolar”, completa.

Cursos de requalificação, doação de 1.200 computadores para os docentes que estão em sala de aula, Plano de Cargo, Carreira e Vencimento (PCCV) e aumento real de salário reforçam o trabalho de valorização e melhoria das condições de trabalho da categoria.

A administração municipal entende que, mesmo diante do quadro de crise financeira e da queda na arrecadação de R$ 13 milhões entre janeiro e abril deste ano, é preciso aperfeiçoar ainda mais a educação e oferecer melhorias para os docentes.

A Prefeitura vem debatendo incansavelmente com a categoria para chegar a um acordo de reajuste salarial justo, pois o Município também precisa de investimentos e reajuste para os demais servidores.

CRISE MUNDIAL
Camaçari começou a sentir os reflexos da crise desde outubro do ano passado. Nos últimos três meses de 2008, as perdas do Município chegaram a R$ 12 milhões.

O orçamento previsto para o ano era de R$ 487 milhões. A receita obtida foi de R$ 534 milhões e a despesa executada de R$ 536 milhões. O déficit de R$ 1,7 milhão foi coberto pelo superávit financeiro de 2007, de R$ 22 milhões. O orçamento inicial previsto para 2009 era de R$ 556 milhões e hoje foi reprojetado para R$ 481 milhões.

Aliado às melhorias salariais e por entender que o profissional é peça fundamental para o avanço da qualidade de ensino, a Prefeitura de Camaçari investe na qualificação dos professores a exemplo do projeto que ofereceu o curso de pedagogia gratuito para os docentes das series iniciais, cursos de formação continuada e vagas para projetos de mestrado.

O programa de inclusão digital dos professores é outra importante ajuda. Mais de 1.200 educadores que estão em sala de aula ganharam computador. O equipamento facilita a pesquisa e permite ao professor ampliar o desempenho, fora e dentro da sala de aula.

Slideshow | 3 fotos

Professor tem ganho real de 21,93% em 4 anos

Mais Notícias

Vacinação contra Covid segue nesta segunda (27) e aprazados da 2ª dose para a terça (28/9) devem antecipar a vacina

Vacinação contra Covid segue nesta segunda (27) e aprazados da 2ª d...

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 26 de setembro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 26 de setembro de 2021

Camaçarienses que inspiram: Edicleia Pereira Dias

Camaçarienses que inspiram: Edicleia Pereira Dias

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.