Primeiro concerto do grupo emociona convidados na Cidade do Saber

Iwwa Agência
Publicado 10/06/2011 09:06:27

“Esta é a realização de um sonho que vai transformar a vida da população e dos estudantes de Camaçari”. A afirmação foi feita pelo prefeito Luiz Caetano, na noite desta quinta-feira (09/06), no Teatro da Cidade do Saber, durante a primeira apresentação oficial da Orquestra Sinfônica Popular Brasileira de Camaçari. O evento marcou o lançamento do programa de Iniciação Musical da Secretaria da Educação do Município (Seduc).

Emocionado, Caetano salientou que o projeto mudará o perfil cultural da cidade. “Camaçari cresce economicamente a cada ano e o aumento da cidadania deve acompanhar este desenvolvimento, com a concretização de iniciativas grandiosas como esta”, acrescentou.

A noite de festa reuniu autoridades políticas, gestores e educadores da rede pública municipal de ensino, além de maestros, professores da UFBA (Universidade Federal da Bahia) e músicos renomados do cenário baiano, como o cantor e compositor Gerônimo, que destacou o avanço cultural do Município. “A Cidade do Saber é uma universidade popular onde os jovens podem exercitar as aptidões. Deve servir de exemplo para o Nordeste”, salientou.

De acordo com a o secretário da Educação, Luiz Valter Lima, a incorporação da educação musical na rede municipal de ensino acrescenta uma nova linguagem educacional. “O projeto além de incrementar o elemento lúdico, possibilita também a perspectiva de profissionalização destes jovens através da música”, explicou.

Entusiasmado, o maestro da orquestra e coordenador do projeto de Iniciação Musical, a partir de Instrumentos de Orquestra, Ubiratan Marques, afirmou que a iniciativa musical é uma das maiores do Brasil. “Não é a toda hora que nasce uma orquestra no Brasil. Esta é uma ação inovadora, com caráter sócio-educativo e que, com certeza, serão revelados grandes talentos nas escolas”, afirmou.

Na ocasião, o maestro revelou que outras apresentações irão acontecer, mensalmente, com a participação de artistas convidados.

Para Neiriam Teles, professora do Município há 26 anos, a iniciativa está aprovada. “Este projeto é excelente e me sinto orgulhosa de poder prestigiar este momento. Nós educadores sabemos da importância da música no ambiente escolar, uma vez que esta ferramenta equilibra os sentimentos e estimula o aprendizado dos alunos”, disse.

Estiveram presentes no evento os secretários municipais da Administração, Ademar Delgado, do Desenvolvimento Social, Jailce Andrade, da Cultura, Vital Vasconcelos, do Desenvolvimento do Turismo, Waldy Freitas, de Relações Internacionais, Raimundo Blumetti.

Também compareceram a subsecretária da Educação, Graça Guimarães, o superintendente do Trânsito e Transporte, Anderson Santos e a deputada estadual Luiza Maia (PT).

 O CONCERTO

A primeira apresentação da Orquestra Sinfônica Popular Brasileira de Camaçari emocionou e surpreendeu os convidados que lotaram o Teatro da Cidade do Saber. Na platéia, o público acompanhava atenciosamente e aplaudia freneticamente ao final de cada número.

O espetáculo, regido pelo maestro Ubiratan Marques, foi dividido em dois momentos. No primeiro, os 47 instrumentistas apresentaram um repertório erudito, com composições autorais do maestro e de Johann Sebastian Bach, dentre outros.

No segundo ato, em um mix de canções populares brasileiras, africanas e internacionais, o palco foi dividido entre a orquestra musical e cantoras da Orquestra Afrosinfônica, Aiace Félix, Tâmara Pessoa e Nara Couto.

Na sequência, se apresentaram as solistas Ana Paula Albuquerque e Mariela Santiago, que iluminaram o palco com interpretações fortes, marcadas por elegância e sensibilidade. “Estar em um lugar chamado Cidade do Saber, participando da abertura de um projeto como este, para mim é um bom presságio”, revelou Mariela.

Durante a apresentação do cantor de Camaçari, Paulo Carrilho, o público foi surpreendido com a participação de 30 crianças das escolas do Município, alunos das aulas de Canto e Coral.

A performance emocionou os convidados que, de pé, cantaram a música Guerra dos meninos, composição de Roberto e Erasmo Carlos.

O violinista Max Maciel, de 17 anos, o mais jovem da orquestra, considerou uma ótima estréia e espera que as crianças “se espelhem neste exemplo e se tornem bons músicos”.

Slideshow | 5 fotos

Primeiro concerto do grupo emociona convidados na Cidade do Saber

Mais Notícias

Vacinação contra Covid segue nesta segunda (27) e aprazados da 2ª dose para a terça (28/9) devem antecipar a vacina

Vacinação contra Covid segue nesta segunda (27) e aprazados da 2ª d...

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 26 de setembro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 26 de setembro de 2021

Camaçarienses que inspiram: Edicleia Pereira Dias

Camaçarienses que inspiram: Edicleia Pereira Dias

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.