Prefeitura apresenta avanços e mantém o foco no fortalecimento da economia de Camaçari

ASCOM
Publicado 11/10/2021 09:10:00

Com 263 anos de história, Camaçari tem muitos motivos para celebrar e o seu desenvolvimento econômico é um deles. Com o intuito de unir esforços em detrimento do crescimento da cidade, o governo municipal desenvolve um planejamento consolidado com foco na retomada das atividades neste cenário de pandemia que todo país enfrenta.

Diante disso, e com vistas nos trabalhos já concretizados, a capacidade de atração de investimentos rendeu ao município o primeiro lugar no ranking das melhores cidades para se investir no setor industrial, e 8º lugar no setor imobiliário, conforme o estudo das Melhores Cidades para Fazer Negócios 2.0, edição de 2020, elaborado pela Urban Systems, empresa especializada em análise de dados demográficos em mapas digitais, para dimensionamento e levantamento de tendências, que foi divulgado com exclusividade pela revista Exame – especializada em economia, negócios, política e tecnologia.

O município possui mais de 300 mil habitantes, 36,4% dos empregos formais na cidade e 10% da arrecadação estadual vem das indústrias instaladas na cidade. Diante desse crescimento, e com a proposta de estimular ainda mais o desenvolvimento das atividades empresariais e consequentemente fomentar a geração de novos postos de trabalho, o Prefeitura de Camaçari tem buscado alternativas para sistematizar e modernizar o tratamento dos incentivos fiscais no âmbito municipal, de forma a tornar a legislação mais moderna e acessível aos interessados, contribuindo assim para uma ação bem estruturada e menos burocrática por parte da administração pública.

Como resultado disso, recentemente foi sancionada a Lei Municipal nº 1.672, que institui o Programa Municipal de Atração, Manutenção e Ampliação de Investimentos para o Desenvolvimento de Camaçari – Invista em Camaçari. A lei propõe medidas de benefício fiscal e econômico, tais como a isenção, total ou parcial, de tributos, entre eles: o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e o Imposto sobre a Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis (ITIV), bem como sobre as taxas incidentes sobre o processo de aprovação e instalação dos projetos econômicos.

O prefeito Elinaldo fez questão de acompanhar todo o processo e se mostra sensível ao momento de crise econômica e social que Camaçari e todo o mundo enfrentam, em decorrência da pandemia da Covid-19. “Sempre estivemos atentos e focados em atrair novos empreendedores para o município, e com o encerramento das atividades da montadora Ford em Camaçari, o que nos surpreendeu, estamos ainda mais empenhados em buscar medidas de fomento à atividade empresarial de nossa cidade, que resultará na geração de novos postos de trabalho e no incremento da arrecadação direta e indireta”, explicou o gestor do Executivo.

Dessa maneira, o crescimento da cidade é resultado do esforço do governo municipal em reposicionar Camaçari como município competitivo na atração de investimentos, potencializando as características naturais da sede, costa e zona rural. O empenho da gestão levou empresas a firmarem compromisso de vir para Camaçari ou já começarem suas operações no município, como a Apta Embalagens, com investimentos de R$ 40 milhões para atender o grupo O Boticário; o Atakadão Atakarejo, com sua maior loja e investimentos de R$ 85 milhões; a escola bilíngue Mapple Bear do Grupo ACBEU, com investimentos de R$ 20 milhões; o Senai Cimatec Park, um centro tecnológico industrial com investimentos de R$ 60 milhões; e Assaí Atacadista com R$ 54 milhões, totalizando R$ 259 milhões.

O Cimatec Park em Camaçari, inaugurado em novembro de 2019, é considerado um marco para o desenvolvimento do município e fator de atração de mais investimentos, e gerou cerca de 300 empregos, entre diretos e terceirizados. Com a implantação do Atakadão Atakarejo, em janeiro de 2019, foram gerados 500 empregos diretos. Outros 100 postos de trabalho devem ser gerados quando ocorrer o pleno funcionamento das 21 lojas que compõem a galeria do empreendimento, localizada na parte da frente do estabelecimento. A inauguração da rede Assaí Atacadista em Camaçari também foi destaque na geração de vagas, com 600 empregos, entre diretos e indiretos.

O Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador (CIAT) foi totalmente requalificado e entregue à população em maio de 2018, o que gerou mais conforto e segurança aos cidadãos que usam os serviços oferecidos pelo órgão. Todos os dias, o CIAT recebe cerca de 1.000 trabalhadores para atendimento sobre vagas de empregos e cursos de qualificação profissional gratuitos, ofertados na unidade.

A economia criativa foi outra vertente muito trabalhada na Sedec, através da Coordenação de Economia Solidária (Ecosol). Artesãos, bordadeiras e pequenos empresários do ramo gastronômico participaram da Feira do Pôr do Sol, que movimentou durante os verões, todo o comércio das localidades de Vila de Abrantes, Jauá, Arembepe, Guarajuba, Monte Gordo e Barra do Pojuca. Outro passo de extrema relevância foi a Carteira Nacional do Artesão, trazida para estes empreendedores por meio da forte parceria e trabalho da Ecosol junto com a Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), e a Coordenação de Fomento ao Artesanato da Bahia, conforme regimento do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB).

Falando em qualificação, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) atua em parceria com a prefeitura há mais de 20 anos, e através do Banco de Oportunidades, encaminhou 1.366 alunos ao mercado de trabalho. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é outro grande parceiro da gestão, e em 2018 a instituição junto com a prefeitura ganhou musculatura com o convênio firmado, com valor superior a R$ 5,7 milhões, para a criação de cinco eixos de trabalho: a Central do Empreendedor; Programa Sabores e Saberes; Consultoria de Melhoria do Desempenho Empresarial e Consultoria Empresarial; Fortalecimento da Gestão do Turismo e Município Empreendedor.

Até o início deste ano, mais de 5 mil atendimentos foram realizados aos contribuintes nas Centrais da sede e de Arembepe, mais de 3.500 viabilidades analisadas; mais de 1.500 alvarás de funcionamentos emitidos, cerca de 200 alvarás sanitários emitidos, e mais de 1.200 Microempreendedores Individuais (MEIs) abertos. Todos esses dados só gabaritam Camaçari como uma das melhores cidades para se fazer negócio no Brasil.

Em junho de 2021, a cidade celebrou o contínuo investimento e os novos projetos da planta da Bridgestone do Brasil em Camaçari. Em cerimônia, foi anunciada, pelos executivos da fabricante japonesa de pneus, a ampliação e modernização da unidade. Com investimento de R$ 700 milhões, dentro do plano de expansão da planta, a área construída da empresa passará de 75.000 metros quadrados (m²) para 104.000 m². A capacidade produtiva diária de pneus de 10.500 passará para 12.900. Atualmente, tem cerca de 900 colaboradores diretos e 400 indiretos. Após a ampliação vai gerar 142 novos postos de trabalho. Serão dois anos de obras e nesse período outras 420 vagas serão geradas.

Para além disso, o maior Complexo Industrial Integrado do Hemisfério Sul, o Polo Industrial de Camaçari, com seus 43 anos de existência, é um polo regional de desenvolvimento e que reescreveu a história de Camaçari a partir da sua chegada. O local é um grande vetor de desenvolvimento do município e da Bahia e tem uma atuação versátil, baseada na diversificação industrial, na criação de novos investimentos, que promove a geração de empregos e potencializa mercados.

Integram o Polo Industrial 90 empresas, que são representadas pelo Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic). Através delas, são gerados 15 mil empregos diretos e 30 mil indiretos, o faturamento é de US$ 15 bilhões por ano, e na exportação corresponde a mais de 30% do total da Bahia.

Atualmente, as atividades são concentradas nos segmentos químico-petroquímico, pneus, metalurgia do cobre, têxtil, bebidas, celulose, fertilizantes, fármacos, energia eólica, bebidas e serviços (incluindo logística). A localização estratégica do Polo permite fácil acesso às indústrias através das rodovias BA-093, BA-535 (Via Parafuso), Canal de Tráfego, ferrovias, portos e aeroportos.

Entre as empresas do Complexo Industrial, destacam-se organizações em seus segmentos, como a Braskem (líder em resinas termoplásticas na América Latina), a Paranapanema (principal produtor de cobre eletrolítico da América do Sul) e a BSC (única indústria produtora de celulose solúvel com alto teor de pureza em toda a América Latina). Outros empreendimentos também se destacam, a exemplo da Oxiteno, Bayer, Unigel e do Complexo Acrílico da Basf.

Outro ponto de destaque é reabertura da antiga Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), resultado do arrendamento feito pela Proquigel Química – que faz parte do grupo Unigel e assumirá a produção – com a Petrobras, proprietária das unidades localizadas na Bahia, mais especificamente no Polo Industrial de Camaçari, e em Sergipe, na cidade de Laranjeiras.

Recentemente, a Orbi Química, empresa nacional com sede na cidade de Leme (SP), aceitou a proposta para se instalar no complexo industrial de Camaçari. A fábrica de produtos automotivos e construção civil – já é uma realidade no município e a empresa está sendo erguida no bairro Jardim Limoeiro. As obras foram iniciadas em março e a previsão de conclusão é para outubro. Instalada em uma área de 30 mil metros quadrados, a empresa tem previsão de início das operações, propriamente dita, para novembro, quando serão gerados, inicialmente, 120 empregos diretos.

A unidade da Orbi Química de Camaçari será a primeira no Nordeste e atenderá ainda toda a região Norte e Centro-Oeste. O investimento estimado da Orbi é na ordem de R$ 10 milhões, somente na construção da primeira etapa. Dentro do plano de expansão, a fábrica pretende ampliar para um total de três etapas.

O prefeito Elinaldo Araújo se mostrou otimista quanto à preparação para o momento pós-pandêmico que todos esperam. “Em tempo, quero dizer que Camaçari está à disposição para contribuir no que for possível, para que as coisas fluam com maior agilidade. Essa parceria entre a União, o Governo do Estado, a iniciativa privada e o município são extremamente importantes para o desenvolvimento da economia”, declarou o gestor.

Escola bilíngue Mapple Bear

Mais Notícias

Centro de Atenção à Saúde da Mulher será inaugurado nesta terça (27)

Centro de Atenção à Saúde da Mulher será inaugurado nesta terça (27)

Sesau presta contas na Câmara referente ao 2º quadrimestre de 2022

Sesau presta contas na Câmara referente ao 2º quadrimestre de 2022

Prefeito entrega Creche Linaldo da Silva à população

Prefeito entrega Creche Linaldo da Silva à população

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.

AFFPAY AFFPAY Signup AFFPAY Loginp AFFPAY Affiliates Terms AFFPAY Advertisers Terms AFFPAY Privacy Policy AFFPAY FAQ AFFPAY Contact us