Plano foca em 11,34% da população

Iwwa Agência
Publicado 27/07/2011 04:07:00

Retirar 8.390 famílias da extrema pobreza, ou seja, aquelas que têm renda mensal per capita de até R$ 70,00, é o foco maior do plano Camaçari Sem Miséria, que será lançado na sexta-feira (29/07), no Teatro da Cidade do Saber, a partir das 8h, durante um seminário que abordará o tema.

As famílias a serem beneficiadas com a iniciativa representam 11,34% da população, que segundo o  IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), atualmente, é de 242.970 habitantes.

Retirar as pessoas da extrema pobreza é tarefa de difícil execução, visto que o Município possui um histórico migratório vasto que começou com a implantação do Pólo Petroquímico, na década de 70, quando Camaçari tinha apenas 33.273 habitantes e após 10 anos passou para 89.164 residentes, um aumento de 167,98%.

Com o contínuo desenvolvimento do Município, graças à instalação de um pólo automobilístico e de grandes empresas, o crescimento populacional voltou a apresentar índices consideráveis. De 1990 para 2000, a cidade passou de 113.639 moradores para 161.727, o que representou um aumento de 42,32%.

O percentual foi ainda maior na última década, quando o Município passou para 242.970 habitantes, resultando num aumento demográfico de 50,23%, enquanto que o Estado teve um crescimento de 7,27%. As taxas de crescimento populacional de Camaçari, desde a década de 70, se mantiveram bem acima dos índices do Estado.

Os grandes fluxos migratórios são motivados pela busca de melhores condições de vida, no entanto a maior parte dos imigrantes apresenta baixa escolaridade, reduzida qualificação profissional, família numerosa e má remuneração, o que dificulta sua ascensão social e contribui para agravar os problemas sociais.

Ciente dessa realidade, a Prefeitura de Camaçari tem concentrado mais de 60% do orçamento público em investimentos sociais como a construção de moradias, para reduzir o déficit habitacional, e a ampliação e construção de mais escolas e de unidades de saúde. Em seqüência aos trabalhos já realizados na cidade, o governo municipal agora concentrará esforços para retirar da extrema pobreza 27.500 pessoas, através do Camaçari Sem Miséria.

De acordo com o sociólogo Gerson Oliveira, Camaçari não é um município gerador de situações de extrema pobreza, mas apenas um receptor. “As situações são geradas dentro da própria Região Metropolitana e principalmente nos pequenos municípios do Nordeste, onde a população não tem acesso a terra”. E acrescentou, “o Camaçari Sem Miséria tem a finalidade de diminuir a população que se encontra abaixo da linha da pobreza”, esclareceu.

 O PROGRAMA

O plano Camaçari Sem Miséria tem por finalidade superar a situação de extrema pobreza através da integração e articulação de políticas, programas e ações municipais, estaduais e federais.

O programa trabalha em cima de três eixos de atuação, garantia de renda, acesso a serviços públicos e inclusão produtiva. Entre as diretrizes do Camaçari Sem Miséria está a garantia de direitos sociais e a atuação transparente, democrática e integrada dos órgãos da administração pública municipal com os governos federal e estadual e com a sociedade.

Foto: Divulgação

Plano será lançado sexta-feira na Cidade do Saber -

Mais Notícias

Seduc inicia oferta de Oficina de Libras nas escolas municipais onde há alunos surdos

Seduc inicia oferta de Oficina de Libras nas escolas municipais ond...

Operação Semáforo da STT é aprovada pela população  

Operação Semáforo da STT é aprovada pela população  

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.