Pessoas com deficiência têm prioridade

Iwwa Agência
Publicado 24/07/2013 05:07:56

Começaram nesta quarta-feira (24/07) as entrevistas dos candidatos aos residenciais da orla e da sede, imóveis do programa federal Minha Casa, Minha Vida 2.

As entrevistas domiciliares contemplam os candidatos com deficiência, identificados pela equipe da Sehab (Secretaria da Habitação) durante as inscrições, e têm o intuito de promover mais comodidade para pessoas com dificuldade de locomoção.

Nesta manhã, a artesã Ivonete Teixeira, 55 anos, teve a esperança de conquistar a casa própria renovada com a visita da assistente social e do subsecretário da Habitação, Antônio Ferreira. “Nunca perdi a fé e agora estou ainda mais confiante”, declarou.

Moradora do bairro Novo Horizonte, Ivonete Teixeira perdeu os movimentos das pernas há cerca de quatro anos e possui a movimentação limitada das mãos, devido às deformidades ocasionadas pela artrite reumatoide, que resulta ainda em um processo inflamatório crônico e fortes dores.

Beneficiária do programa Bolsa Família, por meio do qual recebe mensalmente R$ 102, Ivonete vive ainda com um salário mínimo, advindo da aposentadoria do companheiro afastado do trabalho por problemas cardíacos. Com os recursos, a artesã paga o aluguel da casa em que vive, no valor de R$ 250,00. O que sobra é dividido entre a compra de medicamentos e o sustento da família, que conta ainda com um adolescente de 15 anos. O jovem estudante é o responsável pela locomoção da artesã, que se movimenta com o auxílio de uma cadeira de rodas.

Para Ivonete, que é acompanhada periodicamente no Hospital das Clínicas, em Salvador, a casa própria é a representação de autonomia e de novos investimentos. “Teremos o nosso cantinho e com o dinheiro do aluguel poderemos economizar ou utilizar com outras necessidades”, explicou.

Após as entrevistas, os dossiês de todos os candidatos são verificados conforme os critérios estabelecidos através da Sehab e do Conselho Municipal de Habitação. Para ser aprovado, o candidato deve atender a pelo menos três das cinco condições determinadas, além de passar pela análise final da Caixa Econômica.

Os aprovados serão contemplados com os imóveis dos empreendimentos Parque Residencial das Algarobas, 1, 2 e 3, Caminho do Mar, 1, 2 e 3, além do Morada dos Canários e Morada dos Sabiás, que totalizam 3.856 unidades. Destas, 3% são destinadas à demanda de pessoas com deficiência. “A porcentagem pode ser menor ou um pouco maior do que a referida, mas todos os que apresentem deficiência serão atendidos”, afirmou o secretário da Habitação, João Bosco Quirelli.

 

Slideshow | 2 fotos

Pessoas com deficiência têm prioridade

Mais Notícias

Vacinação contra Covid-19 continua nesta quinta (21) e retoma para 12 anos acima

Vacinação contra Covid-19 continua nesta quinta (21) e retoma para ...

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 20 de outubro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 20 de outubro de 2021

Realização da Semana Global do Empreendedorismo em Camaçari é tema de reunião

Realização da Semana Global do Empreendedorismo em Camaçari é tema ...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.