Operação nas praias de Camaçari visa prevenção de acidentes com caiaques e colchões de ar

ASCOM
Publicado 24/01/2023 10:01:35

A Secretaria dos Serviços Públicos (Sesp), através da Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Camaçari (COMPDEC), e Diretoria de Ordem Pública (Dirop), realiza fiscalização contínua na costa do município, a fim de coibir o uso de caiaques, sem os devidos equipamentos de proteção, como coletes e capacetes. A ação, também opera no sentido de proibir, de forma definitiva, os colchões infláveis, indevidamente usados como boias nas praias.

“O número de afogamentos provocados pelo uso indevido desses equipamentos é muito grande, principalmente em períodos de alta temporada”, explicou o coordenador da Defesa Civil, Ivanaldo Soares, que orientou a população para o uso adequado do caiaque, e a proibição dos colchões de ar. “É importante que todos saibam que os equipamentos feitos para boiar, têm as especificações do fabricante, e o uso de coletes salva-vidas é indispensável. Com relação aos colchões, ele é proibido permanentemente”, alertou.

Na manhã de segunda-feira (23/1), 10 agentes da Defesa Civil e cinco fiscais da Dirop, percorreram o emissário de Arembepe e a praia de Jauá, quando realizaram cinco abordagens junto aos locatários desses equipamentos. Seguindo orientações dos técnicos da Sesp, os comerciantes assinaram um termo de responsabilidade, se comprometendo a recolherem imediatamente os colchões infláveis, e adequarem os caiaques às regras exigidas, para proteção contra acidentes.

A fiscalização, que deve acontecer durante todo o verão, segue nesta terça-feira (24/1) nas praias de Jacuípe e Guarajuba. Segundo avaliação do coordenador Ivanaldo, as ações têm sido positivas, e justifica, que “as pessoas inicialmente apresentam resistência, porque acham que nossa operação está tirando o ganha-pão delas, mas a gente explica que não adianta querer ganhar o dinheiro de forma irregular, e expondo a vida das pessoas a riscos”.

Ainda sobre cuidados necessários, que se deve ter para usar os caiaques com segurança, a recomendação é verificar as condições dos coletes salva-vidas. “É importante observar o prazo de validade, e fazer um teste simples para vê se boiam. Segure o colete debaixo da água por alguns instantes, e depois solte, se ele subir rapidamente, é adequado para usar”, orientou o coordenador da COMPDEC.

Com relação aos comerciantes que, mesmo depois de terem sido orientados e se comprometido com a retirada definitiva dos colchões infláveis, ainda assim reincidirem com o aluguel do equipamento, a Sesp deverá apreender o material, que só poderá ser retirado via apresentação de nota fiscal. Caso a documentação não seja apresentada em tempo determinado, será dado um destino definitivo aos materiais recolhidos.

Mais Notícias

Programa similar ao Sesau Fila Zero será lançado pelo MS e deve beneficiar ainda mais a população de Camaçari

Programa similar ao Sesau Fila Zero será lançado pelo MS e deve ben...

GTC inicia trabalhos de 2023 apresentando resultados e alinhando próximas ações

GTC inicia trabalhos de 2023 apresentando resultados e alinhando pr...

Ano Letivo 2023 é iniciado na Rede Pública Municipal de Ensino de Camaçari

Ano Letivo 2023 é iniciado na Rede Pública Municipal de Ensino de C...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.

AFFPAY AFFPAY Signup AFFPAY Loginp AFFPAY Affiliates Terms AFFPAY Advertisers Terms AFFPAY Privacy Policy AFFPAY FAQ AFFPAY Contact us