OP faz balanço dos quatro anos do programa

Iwwa Agência
Publicado 24/04/2009 09:04:09

Mais de 30 mil pessoas da sede e orla de Camaçari decidiram em quatro anos onde deveria ser aplicado o orçamento da Prefeitura, através da participação popular.

Criado em abril de 2005 como um instrumento de democratização entre a comunidade e o governo, o Orçamento Participativo (OP) elegeu cerca de dois mil delegados regionais e territoriais, além de 280 conselheiros.

Através do OP, a população elegeu como prioridade, importantes obras como a praça dos 46, no bairro dos 46, praça da Noite, Gleba A, recuperação do Morro da Manteiga, que corta os bairros Nova Vitória e Novo Horizonte.

As assembléias populares também decidiram pela construção e recuperação de escolas, postos de saúde, pavimentação de ruas e a implantação da rede de esgoto.

Em 2009, aconteceram 15 assembleias com mais de duas mil pessoas, e foram eleitos 234 delegados. O destaque está na participação dos presidentes de associações de moradores, que hoje trabalham junto ao governo, no espaço de debate e definição dos destinos do Município.

Dentre as principais propostas está o resgate da cidadania do povo, controle social sobre o Estado, transparência administrativa, co-gestão da cidade e a criação de uma esfera não estatal.

SESSÃO ESPECIAL
O coordenador do Orçamento Participativo, Raimundo Diacomo, fez um balanço das principais conquistas do Orçamento Participativo, durante sessão especial da Câmara de Vereadores, realizada quinta-feira (23/04). O coordenador lembrou que o prefeito Luiz Caetano foi o grande incentivador para a criação do OP.

A dona de casa, Selma Rocha Vieira, residente na Gleba E, disse que fazia questão de participar do evento porque o Orçamento Participativo fortalece e leva infra-estrutura para o Município. “No meu bairro conseguimos módulo policial, o colégio Anísio Teixeira e pavimentação de todas as ruas”, comemora.

A moradora do Parque Real Serra Verde, Ademildes Santana de Jesus, também afirma que a ferramenta foi a melhor coisa que aconteceu em Camaçari e pretende fazer parte dela, porque “é onde o povo tem vez e voz”.

Emocionado, o Ouvidor do Estado, Jhones Carvalho, disse que tinha orgulho de ter sido o primeiro coordenador do OP em Camaçari, que segundo ele, tem assembleias cada vez mais qualificadas, fortes e participativas. ”Tenho alegria de ver o trabalho consolidado pela vontade da população”, diz.

Na Bahia, o Orçamento Participativo foi implantado pela primeira vez em Vitória da Conquista, seguido de Alagoinhas e Camaçari.

Foto: Agnaldo Silva

O coordenador Raimundo Diacomo fez um balanço do programa -

Mais Notícias

Prefeito vistoria iluminação do novo Horto Florestal

Prefeito vistoria iluminação do novo Horto Florestal

População de 12 anos acima é convocada para vacinação contra Covid

População de 12 anos acima é convocada para vacinação contra Covid

Pré-conferência de Saúde da costa de Camaçari elege delegados e propostas

Pré-conferência de Saúde da costa de Camaçari elege delegados e pro...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.