Obras diminuem impactos das chuvas

Iwwa Agência
Publicado 18/05/2009 02:05:58

Cerca de 150 profissionais da Coordenação da Defesa Civil (Codec) e secretarias municipais de Camaçari trabalham de forma intensa para prevenir os incidentes provocados pelas chuvas que caem na cidade. A previsão é de que o índice pluviométrico chegue a 20 milímetros até sexta-feira (22/05).

Uma base avançada do órgão está funcionando em Vila de Abrantes para reforçar o atendimento realizado na orla. Somente da Codec são mais de 40 homens e 20 viaturas, que atendem durante 24 horas. O serviço pode ser solicitado através de ligação gratuita para ao número 199.

Atento aos problemas da comunidade, o prefeito Luiz Caetano tem visitado os pontos considerados críticos tanto na sede como na orla para verificar a situação dos bairros. Caetano pediu total empenho das secretarias para garantir o atendimento à população.

Neste ano, apenas cinco famílias dos bairros Piaçaveira, Nova Vitória e da localidade de Cajazeiras de Abrantes foram retiradas das residências por medidas preventivas. As pessoas estão sendo amparadas pela Prefeitura, que oferece o auxílio aluguel e inclui as famílias em programas habitacionais.

A maioria das ocorrências é relacionada à solicitação de vistoria técnica, decorrente de imóveis construídos em áreas de risco.

Foram notificados pequenos deslizamentos de terra nos bairros Piaçaveira, Nova Vitória e nas imediações do Morro dos Noivos, no bairro dos 46. Alguns pontos na Nova Vitória, Caraúnas, em Arembepe, Jardim Brasília e Phoc 3 também registraram alagamentos. Além disso, não há mais casas condenadas em Camaçari.

Também trabalham em regime de plantão e de forma integrada com a Defesa Civil, o departamento de comunicação, as secretarias municipais da Saúde (Sesau), Desenvolvimento Social (Sedes), Desenvolvimento Urbano (Sedur) e Infra-estrutura (Seinfra), mais a Empresa de Limpeza Pública de Camaçari (Limpec).

AÇÕES PREVENTIVAS
As ações preventivas, realizadas todos os anos pela Prefeitura, tem diminuído consideravelmente o número de atingidos. Em 2005, as chuvas castigaram 28 mil pessoas. Em 2007 e 2008, esse índice caiu para cerca de três mil, 15 mil a menos que em 2006, quando 8 mil pessoas foram atingidas.

Angélica Rodrigues Silva, 30, é uma das beneficiadas pela Prefeitura. A moradora foi removida de uma casa localizada na rua Boca do Rio, nº 17, bairro Verde Horizonte, após avaliação dos técnicos da Defesa Civil. Hoje ela mora com os dois filhos em local mais seguro. “Antes dormia com medo de o teto desabar sobre minha cabeça. Agora me sinto mais tranquila.”, diz.

Entre os projetos executados pelo Município para contenção das águas pluviais estão a dragagem do Rio Camaçari, desobstrução de canais e drenagem na praça dos 46, que antes ficava completamente alagada.

Também estão incluídas a construção de passagens pluviométricas, obras de infraestrutura e de prevenção em toda a cidade, construção do canal da Manoela, que beneficiou mais de 15 mil pessoas, implantação do programa de reflorestamento do Morro da Manteiga, contenção de encostas no Alto dos Noivos e recuperação preventiva de bueiros metálicos da avenida Radial C.

Mais Notícias

Secult se reúne com agentes culturais em visita à Lagoa da Paz

Secult se reúne com agentes culturais em visita à Lagoa da Paz

Observatório de Dados é lançado pela Secult

Observatório de Dados é lançado pela Secult

Gestoras se reúnem para dialogar sobre o Horto Florestal

Gestoras se reúnem para dialogar sobre o Horto Florestal

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.