Obra vai tornar o Pólo Industrial mais competitivo e atrair novos investimentos

Iwwa Agência
Publicado 18/11/2010 12:11:00

A lentidão do sistema operacional do transporte ferroviário entre o Pólo Industrial e o Porto de Aratu prejudicava a logística das empresas do Pólo. No entanto, o trabalho da Prefeitura de Camaçari, em parceria com os governos estadual e federal, possibilitou a construção do anel ferroviário no Município e vai permitir que o Pólo Industrial se torne mais competitivo. 

A ordem de serviço para o início das obras será assinada na segunda-feira (22/11) pelo Ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, com as presenças do Governador da Bahia, Jaques Wagner, e do prefeito de Camaçari, Luiz Caetano. A previsão é de que a construção do contorno ferroviário seja concluída no prazo de 1 ano e meio após a assinatura.

Com a construção do anel ferroviário, o percurso passará de 52 para 23 quilômetros, o que representa uma redução de 29 quilômetros no trajeto. Além disso, a nova variante ferroviária vai permitir que a linha férrea seja retirada do centro da cidade, oferecendo mais segurança aos moradores de Camaçari.

Na avaliação de Mauro Pereira, superintendente Geral do Cofic (Comitê de Fomento Industrial de Camaçari), o ganho principal com a redução do percurso entre o Pólo Industrial e o Porto de Aratu é que o Pólo vai se tornar mais competitivo, com a redução dos custos de transporte para adquirir matéria-prima e vender os produtos e, com isso, atrair novos investimentos e gerar mais empregos.

Segundo Mauro Pereira, em 2008 o Cofic apresentou ao governador Jaques Wagner um documento no qual relatou as ameaças e oportunidades para o Pólo e apontou o transporte ferroviário do Estado como um dos entraves ao desenvolvimento das empresas do Pólo Industrial de Camaçari.

“Hoje, vemos esse projeto se transformar em realidade graças ao esforço e o trabalho realizado pelo prefeito de Camaçari, ao qual agradecemos e parabenizamos por ter transformando o transporte ferroviário em uma grande oportunidade para o Pólo Industrial”, disse o superintendente. 

O ato de assinatura da Ordem de Serviço para a construção do anel ferroviário também contará com as presenças do presidente do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Luiz Antônio Pagot, do diretor de Infraestrutura Ferroviária do Dnit, Geraldo Lourenço Neto, do secretário Extraordinário de Articulação com o Estado e a União, de Camaçari, Joelson Meira, e do coordenador municipal de Captação de Recursos com a União, Hindemburgo Teles.

Foto: Agnaldo Silva

Obra da linha férrea ajudará no crescimento do Pólo -

Mais Notícias

Concessão da Rodoviária e estudo de zona azul são temas de reunião

Concessão da Rodoviária e estudo de zona azul são temas de reunião

Café Filosófico Oluwo virtual reuni profissionais de educação

Café Filosófico Oluwo virtual reuni profissionais de educação

Prefeitura decreta recesso para o funcionalismo público no fim do ano

Prefeitura decreta recesso para o funcionalismo público no fim do ano

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.