Nova Braskem reforça economia de Camaçari

Iwwa Agência
Publicado 23/01/2010 05:01:13

O prefeito Luiz Caetano ainda comemora os telefonemas que recebeu, na tarde desta sexta-feira (22/01), do presidente da Braskem, Bernardo Gradin, e do vice, Manuel Carnaúba, comunicando a aquisição da Quattor Participações S.A., o que eleva a companhia, sediada no Pólo Industrial de Camaçari, para a condição de maior indústria privada do Brasil.

Logo após confirmada a transação, a empresa anunciou investimentos de R$ 2 bilhões em três projetos no Estado, o que implica em um considerável impulso para a economia do Município. A alegria do prefeito tem fortes motivos. Além dos R$ 2 bilhões da Braskem, agora maior companhia petroquímica da América Latina, segunda das Américas e oitava do mundo, também a Ford já anunciou investimentos de R$ 2,4 bilhões para a ampliação da unidade de Camaçari.

Para abril próximo está previsto o início do funcionamento da Linde Gás, líder mundial em produção de gases industriais. Tem mais, as conversações para a instalação de uma fábrica de moto chinesa no Município continuam avançando.

Apesar dos impactos da crise financeira internacional, em particular no ano passado, quando registrou queda de quase R$ 50 milhões na arrecadação, Camaçari tem dado sinais concretos de superação das dificuldades e caminha a passos largos rumo à retomada do desenvolvimento, em velocidade acelerada. No Município, começam a operar ainda este ano a Fixar, fábrica de parafusos, a Reistar, que vai produzir aparelhos de DVD, de som, rádios, batedeiras e secador de cabelo da marca AmVox, a Peroxi Bahia, produtora de hidrogênio, um investimento de R$ 50 milhões, a loja e o centro de distribuição das Casas Bahia e a Manserv, empresa de prestação de serviços responsável pela geração imediata de 500 empregos diretos.

Os investimentos não param por aí. Camaçari ainda tem confirmados empreendimentos do porte do Sol Meliá, que colocará o turismo do Município em patamar bem mais elevado, e da Sugar, que vai fabricar ventiladores, exaustores e fogões.

A expectativa é de que todos esses novos negócios gerem cerca de 15 mil novos postos de trabalho. Para melhorar ainda mais, os dirigentes do Cofic (Comitê de Fomento Industrial de Camaçari) informaram ao prefeito Luiz Caetano, semana passada, que com a chegada da Escola Técnica Federal, antiga Cefet, hoje IFBA, e a instalação da Cidade Técnico-Universitária, o pólo passará a fazer a qualificação para os profissionais das indústrias na cidade de Camaçari.

A economia do Município já tinha sido muito estimulada com as obras da implantação da rede de esgoto, orçada em mais de R$ 60 milhões, e com a construção, em andamento, de mais de 6 mil unidades habitacionais do programa Minha casa, minha vida. Camaçari também tem se destacado, nacionalmente, como cidade do empreendedor. O comércio local vive um bom momento. A Semana Global do Empreendedorismo tem ajudado a incrementar as atividades de comércio e serviços. Inclusive, o grupo de empresários responsável pela Semana Global já lançou o projeto para a edição 2010 durante a Lavagem de Guarajuba, na sexta-feira (22/01).

Autoridades municipais, empresários e a população comemoram o momento atual vivido por Camaçari. O prefeito Luiz Caetano faz planos para encarar a nova realidade que chega, e todos são unânimes em chamar a atenção para a necessidade imperiosa de facilitar o acesso ao pólo industrial, com o bom tratamento das estradas, em particular a duplicação da Via Parafuso.

Foto:

Pólo de Camaçari terá a maior indústria privada do Brasil -

Mais Notícias

Entrega de cupons da Cesta de Natal tem segundo dia tranquilo

Entrega de cupons da Cesta de Natal tem segundo dia tranquilo

Cinco ruas da sede recebem pavimentação asfáltica

Cinco ruas da sede recebem pavimentação asfáltica

Projeto

Projeto "Das Telas às Imagens" chega à nova etapa

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.