Município sedia encontro mundial

Iwwa Agência
Publicado 19/11/2014 02:11:55

A história da baiana de acarajé Luciene Ramos, de 54 anos, poderia ilustrar um dos cases de sucesso apresentados nesta quarta-feira (19/11), durante o Emunde (Encontro Mundial de Étnico Empreendedorismo). Exemplo de superação e perseverança, ela atua há 30 anos com vendas da típica iguaria baiana e na área de confecção como costureira. “Quero estruturar meu ateliê e o comércio de acarajé, para expandir os negócios”, vislumbrou a empreendedora.

Durante o evento, realizado no auditório 1 da Cidade do Saber, o coordenador do Emunde, Edson Costa, destacou que a intenção do encontro é fortalecer a Rede Étnico Empreendedora e instalar o Emunde no Município, para que possa constituir um espaço de interlocução e facilitar o acesso ao conteúdo de informação sobre desenvolvimento do empreendedorismo étnico e as variantes, como o empreendedorismo feminino, individual, da juventude, terceira idade e dos povos tradicionais.

Segundo o coordenador da Promoção da Igualdade Racial da Secin (secretaria da Cidadania e Inclusão), João Borges, a realização do Emunde também culmina nos trabalhos desenvolvidos pelo Comitê de Desenvolvimento Econômico do PCRI (Programa de Combate ao Racismo Institucional), que é composto por diversos organismos do governo.

Para o coordenador de logística de uma empresa privada do Município, Sérgio Henrique Cerqueira, de 32 anos, que também é contra-mestre da Associação de Capoeira Cultura Brasileira, o encontro “contribui para ampliar os conhecimentos e direcionar os pequenos empreendedores do Município”. Ele ainda acrescentou “que este suporte será essencial para estruturar as vendas das indumentarias e a confecção dos instrumentos de capoeira.

Motivada pelo novo negócio, que mantém em paralelo com o trabalho desenvolvido na Sefaz (Secretaria da Fazenda), a técnica em atividade tributária, Jaciara Paixão, de 31 anos, espera enriquecer os conhecimentos para montar uma empresa familiar. A servidora começou a investir na área de alimentação com a vendas de abará.

A programação do evento incluiu palestras sobre Empreendedorismo Étnico e as tecnologias que o Emunde trabalha, ministradas pelo coordenador do Emunde, Edson Costa. Em seguida, o profissional de marketing, Gustavo Lisboa, abordou o tema A importância das redes sociais para o Empreendedorismo Étnico.

Promovido pela Prefeitura, através da Secin e da Sedec (Secretaria do Desenvolvimento Econômico), o Emunde integra as atividades do Novembro Negro e da 7ª edição da Semana Global do Empreendedorismo. O evento foi prestigiado pelo deputado estadual, Bira Coroa (PT). 

Slideshow | 8 fotos

Município sedia encontro mundial

Mais Notícias

Entrega de cupons da Cesta de Natal tem segundo dia tranquilo

Entrega de cupons da Cesta de Natal tem segundo dia tranquilo

Cinco ruas da sede recebem pavimentação asfáltica

Cinco ruas da sede recebem pavimentação asfáltica

Projeto

Projeto "Das Telas às Imagens" chega à nova etapa

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.