Município implanta novas ações do Pronasci

Iwwa Agência
Publicado 14/07/2008 01:07:05

Mais duas ações do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) devem ser desenvolvidas em Camaçari, nos próximos meses.

A implantação dos projetos Mulheres da Paz e Protejo, vinculados ao governo da Bahia, vai ser debatida entre os municípios contemplados pelo Programa e representantes das secretarias estaduais do Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) e da Educação (SEC). A reunião será nesta quarta-feira (16/07), às 14 h, no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador.

O Mulheres da Paz prevê a capacitação de lideranças comunitárias para que possam atender famílias envolvidas com jovens em situação de risco e vulnerabilidade social. A proposta é que os jovens sejam encaminhados para programas sociais e educacionais do Pronasci, como Protejo, por exemplo. As lideranças serão identificadas pelas assistentes sociais vinculadas ao programa.

Já o Protejo irá garantir a formação e inclusão social de jovens expostos à violência doméstica ou urbana, através de atividades culturais, esportivas e educacionais. Ambos os projetos incluem o pagamento de uma bolsa auxílio.

Atualmente Camaçari já tem garantido R$ 562.809 mil para estruturação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), que funcionará no 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM), e instalação de dez câmeras de segurança no entorno dos Phoc´s 1,2 e 3.

ENCONTRO DE COMUNICADORES
O funcionamento do Pronasci e as estratégias para divulgação das ações foram temas do Encontro de Comunicadores Parceiros do programa, realizado na tarde da última sexta-feira (11/07), na Secretaria de Segurança Pública da Bahia. A proposta é que a comunidade também atue como parceira das atividades.

“Dentro do Pronasci há um conjunto de ações sociais em que o foco é a segurança pública. Este é um programa de mobilização social que propõe a participação de todas as pessoas”, afirma o coordenador nacional de Modernização das Instituições Policiais, Jorge Quadros.

A Bahia é o terceiro Estado do país que mais recebeu recursos este ano para implantação do programa. Segundo o coordenador, o valor destinado para execução dos projetos ainda pode sofrer alguns acréscimos.

“Temos para Bahia um valor inicial superior a R$ 70 milhões, porém isso não quer dizer que não possam vir mais verbas para este ano”, diz Jorge Quadros, que atribui o volume de recursos destinados ao Estado ao fato de “a Bahia se preocupar em implantar o programa”.

Foto: Agnaldo Silva

Técnicos discutem funcionamento e estratégias do programa -

Mais Notícias

Seduc realiza encontro com famílias de estudantes atendidos com cuidadores

Seduc realiza encontro com famílias de estudantes atendidos com cui...

Seduc inicia oferta de Oficina de Libras nas escolas municipais onde há alunos surdos

Seduc inicia oferta de Oficina de Libras nas escolas municipais ond...

Operação Semáforo da STT é aprovada pela população  

Operação Semáforo da STT é aprovada pela população  

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.