Mais quatro alunos disputam bolsa na escola do Bolshoi

Iwwa Agência
Publicado 05/10/2009 01:10:33

A dedicação e os incansáveis treinos garantiram a mais quatro alunas da Cidade do Saber Professor Raymundo Pinheiro, projeto social de Camaçari, uma vaga para a seletiva final da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville (SC). O grupo viaja no dia 16 de outubro.

A seleção acontece em duas etapas, uma às 9h do dia 17 deste mês, que inclui exames médicos e fisioterápicos, de caráter eliminatório, e a segunda marcada para o dia seguinte (18/10), quando serão avaliadas as habilidades artístico-musical dos candidatos.

A relação dos aprovados será divulgada no dia 25/10. Até então, são 500 inscritos de todo país.

Caso sejam aprovadas, Geisa Menezes e Yasmim Ferreira, de 10 anos, e Pâmela Silva e Débora de Carvalho, ambas com 11 anos, passam a integrar o corpo de bailarinos profissionais de uma das mais importantes escolas de dança do mundo.

A previsão do grupo russo é de que sejam oferecidas 80 vagas, divididas equitativamente entre os sexos masculino e feminino.

ESPERANÇA
A notícia mudou a rotina da família de Débora de Carvalho, que aguarda ansiosa pela realização dos exames. “Minha filha sempre quis fazer balé e nunca tive condições de pagar. Quando foi construída a Cidade do Saber, corri para garantir uma vaga e realizar o sonho dela. Estou muito emocionada porque não imaginava que Débora fosse chegar tão longe. Agora, não existe outro assunto dentro de casa, a não ser a seleção em Joinville”, diz Valdirene Leal, 29, mãe da candidata. Débora de Carvalho controla a ansiedade com muitas horas de treino. As aulas acontecem as segundas, terças, quartas e quintas.

Aluna do curso de balé da Cidade do Saber há quase três anos, Pâmela Silva faz planos para o futuro. “Tenho certeza de que vou passar no teste e me tornar uma bailarina profissional. O curso da Cidade do Saber foi o começo de tudo. Até tive contato através da internet com os quatro meninos de Camaçari que já estão lá para conhecer um pouco mais do dia-a-dia da Escola”.

De acordo com as representantes do Bolshoi, Silvana Albuquerque e Maria Antonia Spadari, inicialmente seriam escolhidas duas crianças em Camaçari, mas diante do nível elevado, foram indicadas quatro.

Durante a seleção, a Prefeitura fica responsável pelas despesas relacionadas às passagens aéreas e manutenção das alunas. Ao longo do curso, o Bolshoi garante uniforme, alimentação durante aulas na instituição e tratamento com dentista, nutricionista e ortopedista. A bolsa de estudos tem duração de oito anos.

Alexandre dos Santos, 13, Daiane da Silva, 11, Érica de Oliveira, 12, e Rodrigo Júnior, 11, ex-alunos da Cidade do Saber, foram os primeiros moradores de Camaçari aprovados para Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville.

Os jovens moram em um imóvel chamado de Casa Social de Camaçari. O local foi alugado e equipado pela Prefeitura de Camaçari, em parceria com a Cidade do Saber, que também garante a alimentação e transporte.

Foto: Agnaldo Silva

Pâmela Silva, 11 anos, está confiante na aprovação -

Mais Notícias

Entrega de cupons da Cesta de Natal tem segundo dia tranquilo

Entrega de cupons da Cesta de Natal tem segundo dia tranquilo

Cinco ruas da sede recebem pavimentação asfáltica

Cinco ruas da sede recebem pavimentação asfáltica

Projeto

Projeto "Das Telas às Imagens" chega à nova etapa

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.