Local passa por ampliação

Iwwa Agência
Publicado 10/08/2012 12:08:25

A célula 3 do aterro sanitário de Camaçari passa por um processo de  ampliação. A iniciativa vai aumentar em cinco anos a vida útil do espaço, que será duplicado e passará a ter 30 mil metros quadrados. A previsão é de que até outubro o local esteja com a capacidade total de uso.

Iniciadas em julho deste ano, as obras consistem na preparação para o sistema de drenagem, impermeabilização para base e sistema de drenagem de gases e percolatos, mais conhecidos como chorume, líquido produzido em decorrência da decomposição de material orgânico.

A ampliação possibilitará o acúmulo de 1,7 milhões de metros cúbicos de resíduos. Atualmente, o aterro armazena 2,6 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos e industriais do Município, além do material produzido pelas cidades da Região Metropolitana, como Dias D’Ávila, São Sebastião do Passé, Pojuca, Mata de São João e Madre de Deus e de outras cidades baianas e dos demais estados brasileiros.

O aterro de Camaçari passa por mais intervenções estruturais importantes. Uma delas é a construção da Casa de Medição de Vazão dos Percolatos. Absolutamente informatizado, o equipamento permite medir a quantidade de chorume produzido diariamente e encaminhado para a Cetrel.

Outra ação importante é o desenvolvimento do projeto piloto, resultado da parceria entre a Limpec e a UFBA (Universidade Federal da Bahia), que visa desenvolver um sistema de tratamento de parte do chorume produzido no aterro, destinando-o à irrigação de áreas verdes do entorno do local.

Até o final do ano, também estará em funcionamento a Usina de Compostagem, que transformará resíduos orgânicos em adubo para ser distribuído entre os pequenos agricultores do Município e utilizado em áreas verdes. A iniciativa tende a diminuir o volume de resíduo orgânico acumulado no aterro, que representa 53% dos resíduos sólidos urbanos, gerados diariamente no Município.

A ampliação do aterro sanitário de Camaçari contribuiu para que a área obtivesse a licença de operação renovada por mais cinco anos, pelo Inema (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos). Considerada uma conquista parao Município, a concessão permite o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, que determina que todos os municípios operem com aterros sanitários licenciados até 2014.

Foto: Marcelo Ferrão

Célula 3 do aterro sanitário de Camaçari é ampliado -

Mais Notícias

Camaçari ganha marca de participante do PNPC

Camaçari ganha marca de participante do PNPC

Vacinação contra Covid-19 continua nesta quinta (21) e retoma para 12 anos acima

Vacinação contra Covid-19 continua nesta quinta (21) e retoma para ...

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 20 de outubro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 20 de outubro de 2021

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.