Limpec quer reduzir e reciclar o lixo

Iwwa Agência
Publicado 29/01/2010 11:01:12

O tratamento dos resíduos sólidos de Camaçari está em discussão e deve passar por mudanças em breve. A Empresa de Limpeza Pública (Limpec) quer firmar uma Parceria Público Privada (PPP) para garantir novas tecnologias de tratamento e destinação final do lixo.

A proposta é colocar em prática o Projeto Usina de Resíduos. “A iniciativa demanda capital e tecnologia, por isso estamos investindo na PPP. É necessário reduzir a produção de lixo, reutilizar os produtos e reciclar. O foco principal do projeto é que a empresa parceira colabore com produção de energia, já que a cidade possui muitas indústrias”, diz Domingos Barbosa, diretor-presidente da Limpec.

Ele ainda informa que o projeto representa um grande avanço para Camaçari, uma das primeiras cidades do Brasil a ter uma usina capaz de transformar resíduo em energia. “Cada R$ 1,00 investido em limpeza pública reduz em R$ 4,00 os gastos com saúde”.

Há 31 anos, o destino final dos resíduos sólidos de Camaçari é o aterro sanitário, que fica a três quilômetros da Cetrel (Central de Efluentes Líquidos do Pólo Petroquímico de Camaçari) e próximo a Continental Pneus. “O sistema de coleta é seguro, mas precisamos buscar novos recursos”, diz Domingos Barbosa, informando que Camaçari produz 240 toneladas de lixo por dia.

CAMPANHA
Nos próximos dias, quando finalizar o cronograma de atendimento, a Limpec inicia uma campanha de visita à Central de Logística Ambiental. O local ocupa uma área de 450 mil metros quadrados e abriga o aterro sanitário, incinerador, balanças e área de estocagem de pneus.

Futuramente, a central vai ter unidades de compostagem e estocagem de lâmpadas fluorescentes, mais área para estocagem de resíduo de amianto. Domingos Barbosa também anunciou como prioridades para 2010 a ampliação do aterro, implantação do sistema de irrigação da área, depósito de pneus inservíveis, unidades de recuperação de entulho e de recuperação de óleos, aquisição de máquinas e equipamento, além do funcionamento do projeto de reaproveitamento do coco.

Foto:

Camaçari produz, diariamente, 240 toneladas de lixo -

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 17 de setembro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 17 de setembro de 2021

Defesa Civil interdita imóvel por ameaça de desabamento

Defesa Civil interdita imóvel por ameaça de desabamento

Projeto

Projeto "Das Telas às Imagens" promove exposição itinerante

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.