Iniciadas ações do Novembro Negro

Iwwa Agência
Publicado 18/11/2011 05:11:22

A Marcha dos Povos de Terreiros, realizada na tarde desta sexta-feira (18/11), em Camaçari, iniciou as atividades em comemoração ao Novembro Negro. As ações acontecem em alusão do Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado no próximo dia 20.

A segunda edição do evento tem a intenção de dar visibilidade aos adeptos das religiões de matrizes africanas, além de combater o preconceito racial e a intolerância religiosa.

A caminhada, que saiu do Centro Administrativo até a praça Abrantes, foi acompanhada por centenas de pessoas e contou com a participação do grupo musical Reduto do Samba e do grupo Afoxé Filhos de Gandhy. A atriz Isabel Fillardis e o ator Rafael Zulu também estiveram presentes e reconheceram a importância da causa. “Fui muito bem recebida e estou orgulhosa e feliz em participar desse evento”, declarou a atriz.

De acordo com o membro do Conselho Municipal de Cultura, Tatá Ricardo Tavares, iniciativas como esta proporcionam a oportunidade de requerer direitos e contribui para que as pessoas vejam o candomblé de forma menos preconceituosa. “Queremos vestir o branco, usar contas e gritar Axé”, disse.

Para o coordenador da Promoção da Igualdade Racional do Município, Ives Pires, o movimento colabora para o combate da intolerância religiosa. “O candomblé foi uma religião renegada por muitos anos, porém, uma das características do povo negro é a resistência e por isso estamos sempre na luta”, afirmou.

Segundo Mãe Del, uma das organizadoras do evento, a principal mensagem a ser passada com a caminhada é de integração, harmonia e paz.

A caminhada é realizada pela Prefeitura de Camaçari, através da Secin (Secretaria de Cidadania e Inclusão), e teve o suporte da Polícia Militar e dos agentes da STT (Superintendência de Trânsito e Transporte) de Camaçari. O tema deste ano é Igualdade racial é pra valer!

As atividades contam com apoio de diversas entidades, entre elas a Rede Kodia, Zimbabwe, Unegro (União dos Negros pela Igualdade), MNU (Movimento Negro Unificado), Instituto Casa da Gente, Grupo Cultural Batuk Black, Fenacab (Federação Nacional do Culto Afro Brasileiro), CEN (Coletivo de Entidades Negras), Conectas (Projeto Direito à Saúde da Mulher Negra) e Bloco Afro OMOIZÔ.

Também apóiam a iniciativa a ANEC (Associação dos Negros Evangélicos de Camaçari), a Anneb-BA (Aliança de Negros e Negras Evangélicos do Brasil), além da Cojuv (Coordenadoria da Juventude). Todos apoiadores fazem parte do CDCNC (Coletivo de Desenvolvimento da Comunidade Negra Camaçariense).

 EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA

A exposição Negro Presente em Tudo Que Vejo, cujo objetivo é mostrar que o negro está presente em todas as ocasiões do nosso cotidiano, está espalhada pelos postes de iluminação pública das ruas de Camaçari.

Parte das comemorações do Novembro Negro, a iniciativa é realizada pelo grupo sócio-político-cultural Candeeiro Urbano e tem como proposta realizar ações sociais de forma independe e lúdica, com a finalidade de proporcionar um novo olhar sobre a política e a cultura da cidade.

Slideshow | 5 fotos

Iniciadas ações do Novembro Negro

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 27 de novembro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 27 de novembro de 2021

Feira Multicultural e Ambiental é iniciada na Costa do município

Feira Multicultural e Ambiental é iniciada na Costa do município

Prefeitura investe em mais uma capacitação para os servidores

Prefeitura investe em mais uma capacitação para os servidores

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.