Frei Betto faz palestra na Cidade do Saber

Iwwa Agência
Publicado 30/10/2008 08:10:26

O frade dominicano e escritor Carlos Alberto Libânio Christo, conhecido como Frei Betto, chega à Camaçari na próxima sexta-feira (07/11), quando participa do seminário Políticas Públicas, Caminhos para a Cidadania, a ser realizado no teatro da Cidade do Saber Professor Raymundo Pinheiro, a partir das 9h.

O seminário marca o encerramento das atividades do Projeto Avançar em 2008. O programa visa a qualificação dos servidores públicos das secretarias Administração, Saúde e Educação de forma a contribuir para uma gestão mais eficiente.

Nesta etapa, a participação no evento será restrita aos profissionais da Educação. No mês passado, os funcionários da Saúde foram contemplados com a palestra de Leonardo Boff, um dos mais influentes filósofos da atualidade e um dos mais famosos teólogos do Brasil.

Também participam do seminário de Políticas Públicas, Caminhos para a Cidadania o doutor e filósofo Jader Souza, a professora e doutora em educação pela UFBA, Eni Bastos, o secretário da Educação (Seduc) de Camaçari, Luiz Valter Lima, e o secretário da Educação do Estado, Adeum Sauer.

Durante o seminário haverá a venda de livros de Frei Betto e Jader Souza, que farão sessão de autógrafos no decorrer do evento.

FREI BETTO
Natural de Belo Horizonte (MG), Frei Betto, 64 anos, estudou jornalismo, antropologia, filosofia e teologia. Frade dominicano e escritor, é autor de 44 livros, com obras editadas em vários países.

O livro de memórias Batismo de sangue e a obra coletiva Mysterium Creationes – Um olhar interdisciplinar sobre o Universo, renderam a ele o prêmio Jabuti, concedido pela Câmara Brasileira do Livro em 1985 e 2000, respectivamente.

Adepto da Teologia da Libertação, é militante de movimentos pastorais e sociais, tendo ocupado a função de assessor especial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre 2003 e 2004, e coordenado o trabalho de mobilização social do programa Fome Zero.

Frei Betto recebeu ainda vários prêmios pela atuação em prol dos direitos humanos e a favor dos movimentos populares, a exemplo do prêmio de Direitos Humanos da Fundação Bruno Kreisky, recebido em 1987, em Viena.

Na Itália, foi a primeira personalidade brasileira a receber o prêmio Paolo E. Borsellino pelo trabalho em prol dos direitos humanos, concedido em maio de 1998, ano em que também recebeu a Medalha Chico Mendes de Resistência, concedida pelo Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro.

Durante a ditadura militar no Brasil, o filósofo foi preso por duas vezes em 1964, durante 15 dias; e entre 1969-1973. A experiência que teve na prisão está relatada no livro Batismo de Sangue, traduzido na França e na Itália.

Foto:

Frei Betto é autor de 44 livros e centenas de artigos -

Mais Notícias

Vacinação contra Covid segue nesta segunda (27) e aprazados da 2ª dose para a terça (28/9) devem antecipar a vacina

Vacinação contra Covid segue nesta segunda (27) e aprazados da 2ª d...

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 26 de setembro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 26 de setembro de 2021

Camaçarienses que inspiram: Edicleia Pereira Dias

Camaçarienses que inspiram: Edicleia Pereira Dias

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.