Fórum de Camaçari reúne especialistas de 17 estados

Iwwa Agência
Publicado 12/11/2008 10:11:10

Camaçari recebeu nesta quinta-feira (13/11), 583 pessoas de 62 cidades e 17 estados brasileiros, atraídos pelo 5º Fórum Nacional de Defesa Civil, realizado na Cidade do Saber Professor Raymundo Pinheiro.

O evento segue até sexta-feira (14/11), dia em que o prefeito Luiz Caetano apresenta a palestra A importância da Defesa Civil na Administração Pública Municipal.

Um dos participantes do fórum é o coordenador estadual da Defesa Civil de Santa Catarina e presidente do Conselho Nacional de Gestores de Defesa Civil dos estados e Distrito Federal, Márcio Luiz Alves. Para ele, que participou de todas as edições anteriores do fórum, Camaçari conseguiu atrair o maior número de pessoas ligadas à Defesa Civil.

O evento, que tem como principal objetivo promover a troca de informações e experiências bem sucedidas, entre os representantes de vários estados, além de discutir políticas públicas para a Defesa Civil, vai trabalhar o tema Defesa Civil como Instrumento de Cidadania. A programação prevê atividades das 8h30 às 12h e das 14h às 18h.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Camaçari, Ademar Lopes, o tema foi escolhido com o intuito de fugir um pouco das propostas apresentadas nas edições anteriores, que focavam nas realidades práticas de cada cidade e propor uma discussão filosófica sobre o papel da Defesa Civil e da comunidade.

Ainda de acordo com Ademar Lopes, a atividade é de grande importância para o Município, uma vez que a atenção da política pública da Defesa Civil se volta para Camaçari, o que pode refletir na captação de recursos para o trabalho de prevenção realizado pelo órgão.

ABERTURA
Às 9h, foi iniciada a cerimônia de abertura do evento com a apresentação do show folclórico, composto por mostra de capoeira, maculelê e samba de roda, encenado, no foyer do teatro, pelo Grupo Abolição Capoeira, da localidade de Arembepe.

Dentro do teatro, os participantes assistiram a uma peça teatral que abordou a importância do trabalho conjunto entre a comunidade e a Defesa Civil.

Na seqüência, foi formada a mesa de abertura do evento e as crianças, que integram o projeto Defesa Civil Mirim, entraram no teatro levando as bandeiras do Brasil, da Bahia, de Camaçari, da Defesa Civil e dos demais estados brasileiros. O Hino Nacional foi cantado por uma aluna do curso de coral da Cidade do Saber.

A mesa de abertura foi formada pela prefeita em exercício Tereza Giffoni, o coordenador da Defesa Civil Ademar Lopes, o deputado estadual Bira Coroa, o coordenador da Defesa Civil do Estado da Bahia, Antonio Rodrigues, o diretor do Departamento de Reabilitação e Reconstrução da Secretaria Nacional de Defesa Civil, coronel José Fernandes e o professor pesquisador do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (Ceped), Antonio Edézio.

Durante os pronunciamentos, Antonio Edézio observou que o tema do 5º fórum é bastante apropriado para o momento em que vivemos e a peça encenada apresentou a mensagem que deve guiar a jornada nos dois dias de palestras e debates.

O coronel José Luiz Fernandes ressaltou ainda que a comunidade e a Defesa Civil devem estar voltada para o trabalho de prevenção e preparação. “Se não tivermos um esforço contínuo para realizar essas duas ações não teremos como atender as situações de desastre”.

Participam do evento representantes da Bahia, Alagoas, Amazonas, Ceara, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Sergipe, além do Distrito Federal.

Foto: Agnaldo Silva

Encontro será encerrado com palestra do prefeito Caetano -

Mais Notícias

Sesau lança o projeto Conviver com Sorriso

Sesau lança o projeto Conviver com Sorriso

ISSM realiza treinamento sobre Pró-Gestão RPPS

ISSM realiza treinamento sobre Pró-Gestão RPPS

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 25 de outubro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 25 de outubro de 2021

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.