Debate continua nesta quarta-feira (18)

Iwwa Agência
Publicado 17/05/2011 03:05:03

Uma luta conjunta pela paz. Com esta proposta, Camaçari iniciou terça-feira (17/05), o 1º Fórum Metropolitano sobre Violência. O evento, que segue até esta quarta (18/05), conta com a participação de representantes de 13 municípios da Região Metropolitana, da sociedade civil, das polícias Civil e Militar, dos conselhos de segurança e de religiosos que, juntos, vão debater as causas e o combate à violência.

No Município, a busca pela paz é feita através do policiamento e de ações sociais promovidas nos Creas (Centro de Referência Especializado da Assistência Social), através do Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania) e de instituições como a Casa da Criança e do Adolescente, a Cidade do Saber, dentre outras.

Isso sem falar no investimento feito nas escolas da rede municipal, com a implantação de projetos e iniciativas que estimulam o desenvolvimento das crianças e jovens do Município. “Construímos uma rede social e sempre buscamos o apoio da sociedade no combate à violência”, sintetizou o prefeito Luiz Caetano.

O gestor municipal aproveitou a ocasião para apresentar o resultado de uma pesquisa feita sobre a segurança no Município. Satisfatórios, os dados mostram que mais de 70% dos moradores avaliam as atuações das policias Civil e Militar de forma positiva.

A pesquisa revela ainda que 72,9 % dos entrevistados não sofreram nenhum tipo de violência, em dezembro do ano passado, e que 51,5% da população atribui às drogas a principal causa da violência no Município. 

Durante o evento, o secretário estadual da Segurança Pública, Maurício Barbosa, aproveitou para anunciar que este final de semana foi o mais tranqüilo dos últimos cinco anos na Região Metropolitana. O secretário atribuiu a redução da violência ao trabalho das polícias Civil e Militar. Ele aproveitou também para falar da importância da participação da sociedade e da mídia no combate à violência.

O comandante Geral da Polícia Militar da Bahia, Cel. Alfredo Castro, lembrou que Camaçari é destaque nos cenários estadual e nacional por ter como prioridade de governo ações e investimentos na área social, da educação e da segurança pública, pilares fundamentais para minimizar a violência.

FÓRUM

Por entender que a violência é regionalizada, a Prefeitura de Camaçari resolveu convidar outros 12 municípios da Região Metropolitana para discutir o tema em suas diversas faces. “A violência não é um problema individualizado e todos devem estar envolvidos nesse processo”, afirmou a secretária do Desenvolvimento Social de Camaçari, Jailce Andrade.

A secretária de Assistência Social do município de Lauro de Freitas e presidente do Coegemas (Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social), Maria de Lourdes Ramos, parabenizou o Município pela iniciativa e observou que a violência no Brasil está diretamente ligada a distribuição de renda.

PRESENÇAS

A abertura do 1º Fórum Metropolitano sobre Violência também contou com a participação dos secretários da Administração, Ademar Delgado, de Governo, Francisco Franco, de Relações Institucionais, Ademar Lopes, da Mulher e da Reparação, Aurenita Castillo, da Educação, Luiz Valter Lima, do representante da área de eventos, Ivanildo Antonio, dos coordenadores da Defesa Civil, Maurício Bonfim, do Pronasci, Ana Gomes, e da Segurança do Município, Cel. Aloísio Campos.

Estiveram presentes ainda a deputada estadual Luiza Maia (PT), o presidente da Câmara Municipal, vereador Zé de Elísio (PTdoB), os vereadores Cleber Alves (PT), José Marcelino Filho (PT) e João Araújo (PT).

A Polícia Civil participou do Fórum com as presenças do delegado titular da 18ª Delegacia de Polícia, Nilton Borba, da delegada titular da Deam (Delegacia de Atendimento Especial à Mulher) de Camaçari, Thaís Siqueira do Rosário, do delegado titular da 26ª Delegacia de Vila de Abrantes, Marcos Tebald, e do delegado titular da 33ª Delegacia de Monte Gordo, Geraldo Nascimento.

A PM foi representada pelo comandante do Policiamento da Região Metropolitana, Cel. Sérgio da Natividade Sá, pelo comandante do 12º Batalhão, tenente-coronel Demósthenes Pereira, pelo comandante da 59ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) de Vila de Abrantes, tenente-coronel Fernando Leal, e pelo comandante da CIPE – PI (Companhia Independente de Policiamento Especializado – Pólo Industrial), major Adalberto Píton.

Slideshow | 5 fotos

Debate continua nesta quarta-feira (18)

Mais Notícias

Vacinação contra Covid continua nesta segunda (27) em Camaçari para todas as doses e públicos

Vacinação contra Covid continua nesta segunda (27) em Camaçari para...

Drilha Junina promete muita animação na 1ª edição

Drilha Junina promete muita animação na 1ª edição

Vila da Cultura atrai centenas de pessoas e valoriza tradição junina

Vila da Cultura atrai centenas de pessoas e valoriza tradição junina

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.

AFFPAY AFFPAY Signup AFFPAY Loginp AFFPAY Affiliates Terms AFFPAY Advertisers Terms AFFPAY Privacy Policy AFFPAY FAQ AFFPAY Contact us