Creas atende 248 jovens em agosto

Iwwa Agência
Publicado 09/09/2010 12:09:22

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social (Sedes), através da Coordenação de Proteção Especial (CPE), atendeu 248 jovens em situação de risco, apenas no mês de agosto.

O atendimento, realizado pela gerência de Média Complexidade do Centro de Referência de Assistência Social (Creas), se estende também aos familiares dos assistidos.

Por meio de proteção imediata e atendimento psicossocial, a CPE apóia, orienta e acompanha indivíduos e familiares, em situação de ameaça ou violência.

A CPE ainda atua na prevenção ao abuso e exploração sexual. As ações da coordenação contemplam crianças e adolescentes de 0 a 17 anos. 

Desde 2005, equipes de educadores do Creas promovem palestras nas escolas do Município no intuito de informar e formar agentes multiplicadores.

De acordo com a gerente de Média Complexidade, Albanice Nunes, com a criação do Creas Itinerante “as iniciativas serão ampliadas e proporcionarão atendimento na orla do Município”.

No caso de jovens infratores, o órgão oferece medidas sócio-educativas, por meio de prestação de serviços comunitários ou liberdade assistida.

“O juiz de Direito é quem estabelece a pena e o Creas apenas executa, de acordo com o ato infracional de cada jovem”, explicou a gerente.

Já o atendimento aos moradores de rua, usuários de drogas e dependentes de álcool é feito pela Gerência de Alta Complexidade do Creas. Atualmente 45 pessoas estão sendo acompanhadas.

O trabalho da equipe é identificar esses indivíduos e desenvolver medidas sócio-educativas, realizadas geralmente por meio de oficinas relacionadas à arte.

Nos casos mais graves, os assistidos são encaminhados para comunidades terapêuticas, com a finalidade de realizar processo de desintoxicação.

“Muitas vezes os moradores de rua têm famílias. Nesse caso, nosso trabalho se volta para a reintegração dessas pessoas aos seus lares”, relata Adione Lima, gerente da Alta Complexidade. Ela ainda informa que a área onde funcionará a Casa de Acolhimento está sendo reformada e em breve iniciará as atividades.

Além destas iniciativas existe também o programa Família Acolhedora, que encaminha para famílias provisórias crianças de 0 a 12 anos que tiveram os direitos violados nos lares de origem.

Para obter maiores detalhes sobre o Família Acolhedora e realização do cadastro, os interessados devem ir a Sedes, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30, ou entrar em contato através do telefone 3621-4369, ramal 208 ou pelo e-mail familiaacolhedora.camacari@gmail.com.

Foto:

Mais Notícias

2ª edição do Sesau no Seu Bairro movimentou Coqueiros de Arembepe neste sábado (13/8)

2ª edição do Sesau no Seu Bairro movimentou Coqueiros de Arembepe n...

Cajuc participa de mutirão do projeto Pai Presente

Cajuc participa de mutirão do projeto Pai Presente

Intermunicipal e Corrida Abrantes Beach são os destaques da agenda esportiva

Intermunicipal e Corrida Abrantes Beach são os destaques da agenda ...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.

AFFPAY AFFPAY Signup AFFPAY Loginp AFFPAY Affiliates Terms AFFPAY Advertisers Terms AFFPAY Privacy Policy AFFPAY FAQ AFFPAY Contact us