Creas atende 248 jovens em agosto

Iwwa Agência
Publicado 09/09/2010 12:09:22

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social (Sedes), através da Coordenação de Proteção Especial (CPE), atendeu 248 jovens em situação de risco, apenas no mês de agosto.

O atendimento, realizado pela gerência de Média Complexidade do Centro de Referência de Assistência Social (Creas), se estende também aos familiares dos assistidos.

Por meio de proteção imediata e atendimento psicossocial, a CPE apóia, orienta e acompanha indivíduos e familiares, em situação de ameaça ou violência.

A CPE ainda atua na prevenção ao abuso e exploração sexual. As ações da coordenação contemplam crianças e adolescentes de 0 a 17 anos. 

Desde 2005, equipes de educadores do Creas promovem palestras nas escolas do Município no intuito de informar e formar agentes multiplicadores.

De acordo com a gerente de Média Complexidade, Albanice Nunes, com a criação do Creas Itinerante “as iniciativas serão ampliadas e proporcionarão atendimento na orla do Município”.

No caso de jovens infratores, o órgão oferece medidas sócio-educativas, por meio de prestação de serviços comunitários ou liberdade assistida.

“O juiz de Direito é quem estabelece a pena e o Creas apenas executa, de acordo com o ato infracional de cada jovem”, explicou a gerente.

Já o atendimento aos moradores de rua, usuários de drogas e dependentes de álcool é feito pela Gerência de Alta Complexidade do Creas. Atualmente 45 pessoas estão sendo acompanhadas.

O trabalho da equipe é identificar esses indivíduos e desenvolver medidas sócio-educativas, realizadas geralmente por meio de oficinas relacionadas à arte.

Nos casos mais graves, os assistidos são encaminhados para comunidades terapêuticas, com a finalidade de realizar processo de desintoxicação.

“Muitas vezes os moradores de rua têm famílias. Nesse caso, nosso trabalho se volta para a reintegração dessas pessoas aos seus lares”, relata Adione Lima, gerente da Alta Complexidade. Ela ainda informa que a área onde funcionará a Casa de Acolhimento está sendo reformada e em breve iniciará as atividades.

Além destas iniciativas existe também o programa Família Acolhedora, que encaminha para famílias provisórias crianças de 0 a 12 anos que tiveram os direitos violados nos lares de origem.

Para obter maiores detalhes sobre o Família Acolhedora e realização do cadastro, os interessados devem ir a Sedes, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30, ou entrar em contato através do telefone 3621-4369, ramal 208 ou pelo e-mail familiaacolhedora.camacari@gmail.com.

Foto:

Mais Notícias

Vacinação contra Covid será suspensa em Camaçari nesta terça (28)

Vacinação contra Covid será suspensa em Camaçari nesta terça (28)

ISSM e Secad promovem Seminário sobre Previdência para servidores de RHs

ISSM e Secad promovem Seminário sobre Previdência para servidores d...

Abertas inscrições para cursos de qualificação profissional em Barra do Jacuípe

Abertas inscrições para cursos de qualificação profissional em Barr...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.