Consumo deve crescer 12% ao ano

Iwwa Agência
Publicado 18/09/2012 04:09:51

O atual desenvolvimento econômico de Camaçari tem consolidado o Município como um dos principais polos de atração de novos empreendimentos da Bahia e do Brasil, com destaques para os segmentos automotivo, industrial e do comércio. Prova disto é a chegada de importantes empresas, a exemplo da Kimberly Clark e das Lojas Americanas.

A instalação de novos empreendimentos tem proporciando a geração de empregos, o aumento da renda e, consequentemente, o poder aquisitivo dos moradores de Camaçari. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria americana McKinsey, com informações adicionais da empresa de geomarketing Escopo, a Revista Exame, publicada em 22 de agosto deste ano, revelou uma projeção da expansão de consumo do Brasil até o ano de 2020.

Na pesquisa Camaçari assume a 11ª colocação, dentre as 20 cidades de Região Metropolitana analisadas, com número de habitantes superior a 100 mil.

Segundo a revista, o potencial de consumo do Município deve crescer 12% ao ano até o final da década, considerando a análise geral da pesquisa, que destaca gastos com moradia, alimentação, educação e aquisição de bens duráveis, como carros, vestuário, dentre outros, o que atesta a melhoria nas condições de vida dos moradores, fortalecida também, a partir dos investimentos da administração municipal nas áreas sociais, de educação, saúde e habitação.

Para a professora da rede municipal há quase 30 anos, Gervanice Fonsêca, o aumento do potencial de consumo alcançado por ela se deve, em grande parte, aos significativos ganhos salariais conquistados nos últimos anos.

“Recentemente reformei minha casa, um desejo que vinha almejando há tempo. Além disso, consigo adquirir, gradativamente, bens que favorecem o conforto da minha família”, observa.

A estimativa do crescimento no mercado de consumo de Camaçari acompanha o potencial da região Nordeste, que até 2020 deve superar os atuais 24% de acréscimo de vendas e chegar a 28%. A Bahia assume a 11ª posição, movimentando R$ 64,8 bilhões no período mencionado, o que representa um aumento de 123%, dos recentes R$ 29,1 bilhões contabilizados em 2010.

Foto: Wendell Wagner

Poder de consumo do Município está em ascensão -

Mais Notícias

Parceria entre Secult e Sedap é discutida em reunião

Parceria entre Secult e Sedap é discutida em reunião

Contas do 2º quadrimestre de 2021 da Seduc são apresentadas em audiência pública

Contas do 2º quadrimestre de 2021 da Seduc são apresentadas em audi...

Sejuv abre inscrições para formação técnica de educadores físicos

Sejuv abre inscrições para formação técnica de educadores físicos

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.