Começam as obras de esgotamento sanitário

ASCOM BOT
Publicado 01/07/2008 03:07:02

O prefeito Luiz Caetano lançou nesta terça-feira (01/07), à tarde, a pedra fundamental para a implantação do esgotamento sanitário de Camaçari.

O ato acorreu na rua do Toco, na Gleba E. Graças à parceria bem sucedida entre os governos federal, estadual e municipal, com o investimento de R$ 64 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), todo o Município será beneficiado.

Hoje, apenas 3% das casas têm rede de esgoto. Segundo o secretário de Saneamento, Everaldo Siqueira, as obras da sede serão concluídas em dois anos. Com isso, os moradores vão dispor de saneamento básico de qualidade, melhorando a saúde de todos. Na primeira etapa, será colocada uma elevatória que transfere todo o esgoto da cidade para a rede de tratamento da Cetrel. Em seguida, os técnicos instalam a rede condominial, ligada às residências.

Para Carlos Ramires, superintendente de Operações da Embasa, a obra vai proporcionar melhores condições de vida para a população. Ao todo, serão mais de 350 quilômetros de rede, o que deixa 70% dos imóveis com tratamento sanitário.

O aposentado Cícero Celestino, 54 anos, mora há 30 anos no Município. Ele disse que o esgotamento “é uma benção para quem sofre há tanto tempo com um problema que reflete em todos, principalmente nas crianças”. A estudante Aline de Miranda, 19 anos, também está muito contente com a iniciativa do governo. “Agora, vamos ter uma vida mais saudável, sem fossas, com esgoto e água encanada”.

“É um sonho para Camaçari. O governo anterior passou 16 anos e nada conseguiu. Agradeço ao presidente Lula e ao governador Jacques Wagner por este projeto”, disse o prefeito Luiz Caetano. Segundo ele, a rede de esgoto foi a maior reivindicação da população.

O evento contou com as presenças do gerente da Embasa em Camaçari, Luciano Ribeiro, dos secretários Paulo César Gomes, da Fazenda, João Bessa, da Infra-Estrutura, Domingos Barbosa, da Agricultura e Pesca, Antonio Ferreira, da Segurança Alimentar e Benefícios Sociais, Waldy Freitas, da Habitação, Djalma Machado, da Indústria, Comércio e Serviços, Roque Werlang, do Planejamento, e do vereador João da Galinha (PSB).

Foto: Marina Silva

Programa demorou 16 anos para virar realidade -

Mais Notícias

Prefeitura de Camaçari não dará ponto facultativo no Carnaval

Prefeitura de Camaçari não dará ponto facultativo no Carnaval

Melhoria em pavimento interdita provisoriamente a Jorge Amado no sentido HGC

Melhoria em pavimento interdita provisoriamente a Jorge Amado no se...

Leitos de internamento e regulação de pacientes é tema de reunião entre Sesau e diretoria do HGC

Leitos de internamento e regulação de pacientes é tema de reunião e...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.