Começam as obras de esgotamento sanitário

Iwwa Agência
Publicado 01/07/2008 03:07:02

O prefeito Luiz Caetano lançou nesta terça-feira (01/07), à tarde, a pedra fundamental para a implantação do esgotamento sanitário de Camaçari.

O ato acorreu na rua do Toco, na Gleba E. Graças à parceria bem sucedida entre os governos federal, estadual e municipal, com o investimento de R$ 64 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), todo o Município será beneficiado.

Hoje, apenas 3% das casas têm rede de esgoto. Segundo o secretário de Saneamento, Everaldo Siqueira, as obras da sede serão concluídas em dois anos. Com isso, os moradores vão dispor de saneamento básico de qualidade, melhorando a saúde de todos. Na primeira etapa, será colocada uma elevatória que transfere todo o esgoto da cidade para a rede de tratamento da Cetrel. Em seguida, os técnicos instalam a rede condominial, ligada às residências.

Para Carlos Ramires, superintendente de Operações da Embasa, a obra vai proporcionar melhores condições de vida para a população. Ao todo, serão mais de 350 quilômetros de rede, o que deixa 70% dos imóveis com tratamento sanitário.

O aposentado Cícero Celestino, 54 anos, mora há 30 anos no Município. Ele disse que o esgotamento “é uma benção para quem sofre há tanto tempo com um problema que reflete em todos, principalmente nas crianças”. A estudante Aline de Miranda, 19 anos, também está muito contente com a iniciativa do governo. “Agora, vamos ter uma vida mais saudável, sem fossas, com esgoto e água encanada”.

“É um sonho para Camaçari. O governo anterior passou 16 anos e nada conseguiu. Agradeço ao presidente Lula e ao governador Jacques Wagner por este projeto”, disse o prefeito Luiz Caetano. Segundo ele, a rede de esgoto foi a maior reivindicação da população.

O evento contou com as presenças do gerente da Embasa em Camaçari, Luciano Ribeiro, dos secretários Paulo César Gomes, da Fazenda, João Bessa, da Infra-Estrutura, Domingos Barbosa, da Agricultura e Pesca, Antonio Ferreira, da Segurança Alimentar e Benefícios Sociais, Waldy Freitas, da Habitação, Djalma Machado, da Indústria, Comércio e Serviços, Roque Werlang, do Planejamento, e do vereador João da Galinha (PSB).

Foto: Marina Silva

Programa demorou 16 anos para virar realidade -

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 17 de setembro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 17 de setembro de 2021

Defesa Civil interdita imóvel por ameaça de desabamento

Defesa Civil interdita imóvel por ameaça de desabamento

Projeto

Projeto "Das Telas às Imagens" promove exposição itinerante

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.