Combate à dengue ganha força com novas ações

Iwwa Agência
Publicado 22/10/2008 08:10:46

Os meses de outubro e novembro são fundamentais no calendário da luta contra a proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

Para tornar o programa de combate à dengue ainda mais eficaz, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) tem ampliado as ações de prevenção à doença, que aumenta com a chegada do verão.

De casa em casa, os profissionais orientam os moradores, monitoram os estabelecimentos, tratam os reservatórios de água e inspecionam os locais de possíveis dos focos. Tudo para livrar o Município da dengue.

Só este ano, os agentes do CCZ realizaram visitas em 270.394 residências, 433.339 depósitos, além da distribuição de 8.450 capas para reservatórios.

O projeto inclui também distribuição de panfletos educativos, palestras nas escolas municipais e orientação de professores. Entre janeiro e outubro, foram feitas 353 palestras, 21 oficinas, 15 feiras de saúde e 13 mutirões de limpeza e a entrega de 452 materiais educativos. Cerca de 150 profissionais estão envolvidos na campanha.

Os agentes alertam que para o combate ao Aedes Aegypti são necessárias medidas simples como lavar os pratinhos dos vasos de plantas, guardar as garrafas vazias e de cabeça para baixo, lavar as paredes internas dos depósitos de água, não jogar lixo em terrenos baldios, cobrir os pneus e guarda-los em locais fechados.

Segundo informações da Secretaria de Saúde do Município (Sesau), a maior predominância do mosquito está em depósitos de água como tonéis, tanques e barris localizados nas residências, que respondem por 90% dos focos. “De cada 10 locais de proliferação, seis estão nos tonéis”, afirma o coordenador da CCZ, Marcos Nogueira.

RECURSOS
A luta contra a dengue vai ganhar nos próximos dias mais um importante aliado. O Ministério da Saúde anunciou, recentemente, liberação de R$ 9,5 milhões para a Bahia.

O valor será repassado a 45 cidades, incluindo Camaçari. Os municípios são considerados prioritários na luta contra o mosquito. O recurso ajuda a desenvolver atividades de combate à doença, que costuma apresentar maiores índices nesta época, quando a combinação de água parada com o calor amplia o número de focos.

Foto: Marina Silva / Arquivo

Agentes já distribuiram mais de 8 mil capas para tanques -

Mais Notícias

Moradores do Condomínio Sabiás concluem curso de elétrica nesta quinta (20)

Moradores do Condomínio Sabiás concluem curso de elétrica nesta qui...

90 gestores participam de formação de utilização do Google Workspace

90 gestores participam de formação de utilização do Google Workspace

Com e-SUS indisponível Boletim Epidemiológico desta quinta (20) não será divulgado

Com e-SUS indisponível Boletim Epidemiológico desta quinta (20) não...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.