Casas de shows são interditadas

Iwwa Agência
Publicado 07/02/2013 09:02:12

A Sedur (Secretaria do Desenvolvimento Urbano) de Camaçari, em parceria com a Coordenadoria da Defesa Civil, realizou na tarde de hoje (07/02), a interdição de duas casas de shows e eventos, que funcionavam em situação irregular no Município.

De acordo com informações de profissionais da Fiscalização do Uso do Solo e Meio Ambiente da Sedur, setor responsável pelas vistorias, no último dia 30, os espaços haviam sido notificados devido ao descumprimento das normas e documentações exigidas para funcionamento.

A primeira casa a ser interditada foi a Buballoon, espaço especializado em eventos infantis e onde funciona um mini parque de diversões. No local, os técnicos constataram o comprometimento da estrutura física, que apresenta rachaduras nas paredes e no teto e infiltrações. Além disso, o estabelecimento não possui os alvarás de funcionamento e sanitário, o habite-se, documento que autoriza a utilização de edificações destinadas a fins residenciais ou não, e o projeto de combate à incêndio e pânico.

Segundo Uzias Marcelino, coordenador do setor de Fiscalização da Sedur e responsável pela operação, por se tratar de um espaço direcionado às crianças, o Buballoon, deve apresentar ainda o termo legal de funcionamento expedido pela Vara da Infância e Juventude de Camaçari.

A segunda casa de show inspecionada e interditada pelas equipes da Sedur e da Defesa Civil, foi a boate Casa Branca, onde foram constatadas algumas intervenções referentes as melhorias solicitadas durante a vistoria do dia 30 de janeiro.

O proprietário do estabelecimento, Brente Melo, estava presente no momento da inspeção e informou que as atividades e programação do espaço estão suspensas, atitude tomada preventivamente até a conclusão das adequações requisitadas pela Prefeitura e dos trâmites de liberação de licença para funcionamento.

Na visita à boate, os profissionais verificaram a existência de um exaustor de gases e uma porta de saída de emergência situada na lateral da boate, o que permite maior facilidade na fuga de pessoas em caso de acidentes, a exemplo de incêndios. Além disso, todo o teto foi revestido com material antichamas e de isolamento acústico, denominado lã de vidro, e as paredes estão totalmente revestidas com carpete antichamas.

A vistoria constatou ainda que a divisória da entrada principal é composta pelo dispositivo flip disconnect, uma estrutura de fibra que, ao ser acionada por pessoas devidamente treinadas, a exemplo dos seguranças da boate, desmonta completamente, possibilitando o fluxo livre em situações críticas. Além disso, de acordo com o dono da boate, Brente Melo, já foi iniciado o trabalho de elaboração do projeto de combate a incêndio e pânico e dado entrada no pedido do alvará de funcionamento.

De acordo com a Sedur, as vistorias continuarão acontecendo no Município e os estabelecimentos interditados só voltarão a funcionar após regularização dos documentos e a resolução dos problemas identificados.

Foto: Nelinho Oliveira

Espaços serão reabertos após regularização -

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 23 de outubro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 23 de outubro de 2021

Camaçari é avaliada como gestão de excelência pela Firjan

Camaçari é avaliada como gestão de excelência pela Firjan

Prefeito visita Trevo da Cascalheira neste sábado (23)

Prefeito visita Trevo da Cascalheira neste sábado (23)

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.