Câmeras de segurança reduzem violência no Município

ASCOM BOT
Publicado 29/08/2008 11:08:12

Camaçari alcança resultados positivos com o sistema de monitoramento eletrônico. De acordo com estatística criminal do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM), o número de roubos a transeuntes caiu 77,2% nos locais monitorados, passando de 35 ocorrências entre maio e junho deste ano para oito casos de julho a agosto.

Também segundo a PM, de 18 de maio a 17 de junho, foram registrados sete roubos de veículos. De julho a agosto, não houve qualquer ocorrência. No mesmo período, os furtos simples caíram de 35 para 21 casos.

O comparativo anual mostra ainda que as tentativas de homicídios diminuíram 35,3% nessas regiões. Entre janeiro e julho de 2007, foram 34 casos de homicídio, 43 roubos a ônibus e 20 estupros. No mesmo período deste ano, os índices baixaram para 22 tentativas de homicídio, 25 registros de roubo a transporte coletivo e cinco crimes de violência sexual.

A criminalidade em Camaçari é menor do que em algumas cidades do Estado, conforme o Centro de Documentação e Estatística Policial da Bahia (Cedep). Em Lauro de Freitas e Salvador, são 1.959 e 32.177 registros de ocorrências policiais, respectivamente. Os dados do Município somam 1.853 casos. Os índices incluem roubo e furto de veículos e transeuntes, mais os furtos simples, homicídio doloso e estupro.

INICIATIVA INÉDITA
A Prefeitura de Camaçari é pioneira no Estado na implantação do sistema de monitoramento eletrônico. Atualmente, apenas Vitória da Conquista e Feira de Santana possuem câmeras de segurança instaladas nas ruas da cidade. Em ambos os casos, a ação é do governo baiano e estão sob a coordenação da Polícia Militar.

Em Conquista, no Sudoeste baiano, foram instaladas 16 câmeras fixas em locais com alto índice de criminalidade. Feira de Santana conta com 11 equipamentos fixos em locais movimentados do centro comercial.

As câmeras de segurança instaladas em Camaçari funcionam desde junho último. O sistema, que monitora 24 horas por dia as ruas mais movimentadas da cidade, é formado por 22 câmeras, sendo 20 fixas e duas móveis, 28 rádios transmissores, dois monitores de plasma de 42 polegadas e quatro computadores – dois para armazenar as imagens e dois para transmití-las. As imagens captadas são emitidas, em tempo real, para o 12º BPM, onde funciona a Central de Monitoramento.

Toda a parte de suporte é feita pela Coordenação de Gestão da Tecnologia da Informação (CGI) da Prefeitura. O investimento, totalmente municipal, é de cerca de R$ 768 mil.

PHOCs
A implantação do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) nos PHOCs 1, 2 e 3, ano passado, também contribui para a redução dos índices de violência no Município.

As ocorrências referentes a furto simples caíram de 40, no primeiro semestre de 2007, para oito casos no mesmo período deste ano. Os dados estatísticos relacionados a roubo de transeuntes mudaram de 26 para 18. Nos primeiros seis meses de 2008 não houve registro de homicídios. Ano passado foram contabilizados dois casos.

Até o final do ano, a região dos PHOCs deve ser contemplada com monitoramento eletrônico. O sistema é formado por 18 câmeras, 18 rádios transmissores e dois monitores de 42 polegadas.

A disposição dos equipamentos, montados com verba do Pronasci, obedece ao mesmo padrão adotado nas câmeras já em funcionamento na cidade. O custo para aquisição de todo aparelho de vídeo monitoramente é de R$ 409 mil.

Foto: Marina Silva

O sistema funciona 24 horas por dia com 22 câmeras -

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 23 de Janeiro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 23 de Janeiro de 2021

Fábrica Eliane passará por modernização em Camaçari

Fábrica Eliane passará por modernização em Camaçari

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 22 de Janeiro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 22 de Janeiro de 2021

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.