Camaçari integra rede estadual

Iwwa Agência
Publicado 19/11/2013 07:11:35

Camaçari agora integra a Rede Estadual de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa. Na tarde desta terça-feira (19/11), foi lançado o Programa de Combate ao Racismo Institucional (PCRI).

A iniciativa faz parte das ações do Novembro Negro, realizadas no Município em alusão ao Dia da Consciência Negra, celebrado dia 20 de novembro. A assinatura do termo de cooperação técnica e compromisso para integrar a rede foram realizados no auditório da Segov (Secretaria de Governo).

O PCRI apoia o setor público no combate e na prevenção ao racismo institucional e a sociedade civil no monitoramento e avaliação desse processo, cujo objetivo é criar mecanismos de promoção da igualdade racial no poder público.

Na avaliação do secretário de Governo, Sergio Paiva, que na oportunidade representou o prefeito Ademar Delgado, a administração municipal tem um projeto que tem como meta quebrar paradigmas. “Conseguimos avançar bastantes nas questões do enfrentamento ao racismo. No entanto, temos muito a fazer para conseguir a excelência. Com o empenho de todos vamos conseguir resultados cada vez mais favoráveis”, salientou.

Para o titular da Secin (Secretaria da Cidadania e Inclusão), Fabio Pereira, pasta responsável pelas ações de combate ao racismo e à intolerância religiosa, a intenção é desempenhar um conjunto de ações governamentais contra o racismo institucional. “Camaçari tem a maioria da população de afrodescendentes. Diante disso, queremos prestar à população serviços com mais qualidade e sem distinção de raça. Para isso, é preciso que as demais secretarias assumam um compromisso público de governo para materializar as ações de condição de igualdade entre a população”.

Para o secretário estadual de Promoção da Igualdade Racial, Elias Sampaio, o Município está de parabéns pela iniciativa, que é uma medida corajosa. Ele salientou que o trabalho de combate ao racismo institucional é bastante complexo e não é feito da noite pro dia. “O novo desafio é preparar as pessoas e colocar a questão do combate ao racismo no âmbito da administração e no centro dos debates. Só assim conseguiremos atingir o objetivo desejado”, destacou.

Segundo o coordenador de Promoção e Igualdade Racial de Camaçari, João Borges, as ações afirmativa que serão desenvolvidas no Município são a questão do aperfeiçoamento dos serviços de saúde para a população negra, a implantação nas escolas de conteúdo pedagógico sobre a história afro-brasileira e africana, o enfrentamento do genocídio na população negra, o programa de combate a intolerância religiosa, dentre outras políticas públicas.

PRESENÇAS

Ainda estiveram presentes no evento os secretários da Mulher, Solidade Caetano, da Educação, Luiz Valter de Lima, do Desenvolvimento Urbano, Ana Lúcia Costa, da Administração, Lezineide Andrade, da Cultura, Vital Vasconcelos, dos Serviços Públicos, José de Elísio, os subsecretários da Saúde, Leda Duarte e da Habitação, Antônio Souza e o superintendente de Trânsito e Transporte de Camaçari, Claudécio Taroba.

Do poder legislativo estavam os vereadores Otaviano Maia (PT) e José Marcelino (PT). Ainda estiveram presentes diversos representantes das religiões de matriz africana, do movimento negro, da cultura popular, entre outros.

 

Slideshow | 4 fotos

Camaçari integra rede estadual

Mais Notícias

Camaçari é destaque em Seminário sobre o Casa Verde e Amarela

Camaçari é destaque em Seminário sobre o Casa Verde e Amarela

Sesau lança o projeto Conviver com Sorriso

Sesau lança o projeto Conviver com Sorriso

ISSM realiza treinamento sobre Pró-Gestão RPPS

ISSM realiza treinamento sobre Pró-Gestão RPPS

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.