Camaçari amplia luta contra a tuberculose

Iwwa Agência
Publicado 23/03/2009 12:03:03

O Dia Mundial de Controle da Tuberculose será lembrado em Camaçari, com uma série de ações. A partir das 8h30 desta terça-feira (24/03), acontece um mutirão com informações sobre a doença, nos bairros Gravatá, Cristo Redentor e Mangueiral.

Participam representantes das Secretarias de Saúde, do Desenvolvimento Social, do Conselho Municipal e população.

Como parte das comemorações, a Secretaria da Saúde de Camaçari (Sesau) realizou nesta segunda-feira (23/03), no auditório do Centro de Vigilância e Planejamento em Saúde do Município, uma oficina para explicar todos os aspectos da doença.

Com objetivo de formar multiplicadores de informação, a palestra teve enfoque formas de contágios, características, sintomas e tratamento da tuberculose. Ministrada pela coordenadora do programa, a enfermeira Ana Iara Santana, a palestra enfatizou que a doença afeta mais os paises pobres e em desenvolvimento.

SINTOMAS E TRATAMENTO
A tuberculose é uma doença infecciosa e contagiosa causada por um microorganismo chamado mycobacterium tuberculosis, transmitida pelo ar ou através de bacilos contidos nas gotículas da saliva do indivíduo doente. “Um paciente sem tratamento é capaz de contagiar de 10 a 15 pessoas”, diz Ana Iara. A coordenadora alerta que na população carcerária, devido as más condições em que vivem os presos, o risco de contaminação é 40 vezes maior.

Tosse com expectoração por mais de três dias, febre alta, suores noturnos, falta de apetite, emagrecimento, cansaço e dor no peito são os principais sintomas da tuberculose pulmonar.

Existem também outras formas da doença mais difíceis de diagnosticar. São as extrapulmonares que podem se alojar em diversos órgãos como rins, coração, intestino e até no globo ocular.

Nos dois primeiros meses de tratamento, o paciente toma três medicamentos e, a partir do terceiro mês, toma dois. A cura da doença está associada ao uso diário e ininterrupto dos remédios e o tratamento tem duração de seis meses.

ATENÇÃO ESPECIAL
Em Camaçari, os medicamentos são distribuídos gratuitamente através da Sesau, além da doação de uma cesta básica mensal para os pacientes. “Todas as Unidades Básicas estão preparadas para atender e tratar as pessoas com tuberculose”, afirma a coordenadora.

Na Bahia, 25 municípios são prioritários no tratamento da doença e Camaçari está inserida no contexto. Segundo a coordenadora do programa de tuberculose e hanseníase, Ana Santana, a incidência no Município é de 44 casos para cada 100.000 habitantes.

Estima-se que, no Brasil, existam 96 mil casos por ano de tuberculose e aproximadamente 4.600 pessoas morrem em decorrência da doença. Entre os pacientes com HIV positivo, a tuberculose é a primeira causa de morte.

Foto: Nelinho Oliveira

Programa de qualificação melhora qualidade do atendimento -

Mais Notícias

ISSM realiza treinamento sobre Pró-Gestão RPPS

ISSM realiza treinamento sobre Pró-Gestão RPPS

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 25 de outubro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 25 de outubro de 2021

Rompimento de fibra óptica compromete atendimento da Defesa Civil pelo 199

Rompimento de fibra óptica compromete atendimento da Defesa Civil p...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.