Cajuc participa de mutirão do projeto Pai Presente

ASCOM
Publicado 12/08/2022 05:08:24

A Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), através do Centro de Assistência Judiciária e Cidadania (Cajuc), participou nesta sexta-feira (12/8) do mutirão de atendimentos do projeto Pai Presente, na Base Comunitária de Segurança (BCS), situada no Phoc II. A iniciativa, que tem a finalidade estimular o reconhecimento de paternidade de pessoas sem esse registro, acontece até sábado (13/8), com atendimento das 8h30 às 17h.

Na oportunidade, foram oferecidos exames de DNA, além de serviços relacionados à pensão alimentícia, acordos e também visitas. Vinculado ao projeto da Polícia Militar, pelo segundo ano consecutivo, a ação contou com a parceria da Prefeitura, da Ordem dos Advogados (OAB), universidades e da iniciativa privada.

O coordenador da ação, Tiago Papaterra, informou que 35 atendimentos para reconhecimento de paternidade estavam pré-agendados, além da demanda espontânea, e detalhou a dinâmica da ação. “A paternidade responsável ela engloba além da verificação do vínculo genético, se é pai ou não, fazer o registro, e após esse registro, já fazer a regulamentação das visitas e também a fixação de pensão alimentícia. Para poder já estabelecer como regra, o que de fato tem que ser colocado em pauta. Ser pai não é só colocar o nome da criança no registro, mas também participar do processo de criação da criança”, disse.

O comandante da BCS, Capitão Mauro Lelis, ressaltou a importância da iniciativa. “Chegamos ao segundo ano desta ação, que visa atender demandas do Direito da Família para a comunidade de Camaçari, e nesta semana, quando se comemora o Dia dos Pais, estamos reforçando a importância da questão familiar” disse ao lembrar que “a ação é um canal que está ofertando esses serviços para famílias que são mais carentes, e que não possuem condições de arcar com as despesas que esses serviços demandam”, pontuou.

A coordenadora do Cajuc, Carolina Dannemann, falou sobre a participação do setor na ação. “O Cajuc está atuando nos acordos de reconhecimento de paternidade, fazendo orientação jurídica para a população e os casos que surgem, mas que não cabem para esta ação, nós estamos orientando e encaminhando para o Cajuc”, explicou.

Morador dos Quarenta e Seis, Denilson Freitas esteve na ação acompanhando o filho, que seria submetido a um teste de DNA para comprovação de uma suposta paternidade. “É uma iniciativa muito boa, principalmente nos tempos de hoje. O poder aquisitivo das pessoas é baixo, o valor de um exame como esse não é acessível, então é uma boa oportunidade”, disse.

Mais Notícias

Defesa Civil faz visita técnica para implantar sistemas de alerta no entorno das barragens da RMS

Defesa Civil faz visita técnica para implantar sistemas de alerta n...

Requalificação do Mercado de Barra do Pojuca é tema de reunião

Requalificação do Mercado de Barra do Pojuca é tema de reunião

Teatro Cidade do Saber será palco para festival de stand up Bloco de Notas

Teatro Cidade do Saber será palco para festival de stand up Bloco d...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.

AFFPAY AFFPAY Signup AFFPAY Loginp AFFPAY Affiliates Terms AFFPAY Advertisers Terms AFFPAY Privacy Policy AFFPAY FAQ AFFPAY Contact us