Beleza das fanfarras empolga moradores

Iwwa Agência
Publicado 28/09/2011 03:09:37

A participação das fanfarras no desfile de 28 de Setembro contagiou o público, que lotou as ruas para comemorar os 253 anos de emancipação política de Camaçari. O evento contou com a apresentação de dez fanfarras do Município e de Salvador.

A primeira a se apresentar foi a Filarmônica 28 de Setembro, executando o Hino Nacional durante o hasteamento das bandeiras de Camaçari, da Bahia e do Brasil. Na seqüência, a Banda da Polícia Militar se apresentou. O público não ficou parado ao som da Fanesp (Fanfarra Estudantil de Parafuso), que foi para a avenida com 70 integrantes, com idades entre 12 e 40 anos, e executou com muita animação um repertório eclético.

De acordo com o presidente da Fanesp, Israel do Amor Divino, a participação no desfile é um momento mágico, no qual é possível mostrar o compromisso da banda com a população de Camaçari.

Em seguida, foi a vez da Bamuquinha, fanfarra infanto-juvenil da Banda Municipal de Camaçari (Bamuca), abrilhantar as festividades do Município. O grupo, que desfilou com 85 crianças com idade entre 8 e 12 anos, apresentou uma bela seqüência percussiva de canções de origem norte-americana.

As fanfarras do Projeto Mais Educação, da Escola Municipal Parque Verde e da Escola Joana Angélica, que também levou para a rua o grupo de dança formado por estudantes da unidade educacional, marcaram presença no desfile. A banda de percussão do Centro Educacional Anísio Teixeira também esteve presente.

Com 95 integrantes, a Fanesc (Fanfarra Estudantil de Camaçari) foi a oitava a se apresentar. O grupo levou para a avenida um repertório com canções nacionais e internacionais, além de estrear uma nova coreografia. Para o presidente da Fanesc, Evandro Amaro, desfilar no aniversário da cidade “é o momento mais esperado pelos músicos”.

Participando pela segunda vez das festividades do Município, a Fanfarra da Escola Dona Arlete Magalhães (Fandam), de Salvador, que desfilou com 60 integrantes, homenageou o Município tocando uma seqüência de músicas americanas.

Apresentando um novo repertório, a Bamuca encerrou o desfile cívico arrancando aplausos do público. Com cerca de 100 pessoas, entre músicos e dançarinos, o grupo homenageou o Município com as canções “Tá vendo aquela Lua”, do grupo Exaltasamba, “Borboletas”, da dupla sertaneja Victor e Leo, e “Química do Amor”, do cantor Luan Santana.

Orgulhoso em participar do desfile, o presidente da Bamuca, Gilmar Joaquim, declarou que este um momento especial. “Sinto-me realizado em participar das comemorações do aniversário da minha cidade”, finalizou.

 PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS

Integraram também as festividades, a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), que desfilou com faixas e cartazes em defesa do uso adequado da água. O GCI (Grupo de Capoeira Inclusiva) da entidade também se apresentou e animou o público.

Os grupos de samba de roda e de teatro do Conviver (Centro de Convivência do Idoso de Camaçari), juntamente com o Grupo de Idosos Renova Meu Viver, do CSU (Centro Social Urbano), do bairro Gravatá, esbanjaram animação durante o desfile.

Por fim, os integrantes da UDEC (União de Deficientes Físicos de Camaçari), do Grupo de Mulheres de Camaçari, da Loja Maçônica, do grupo de Boxe e Desbravadores, encerraram o desfile.

Slideshow | 5 fotos

Beleza das fanfarras empolga moradores

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 15 de janeiro de 2022

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 15 de janeiro de 2022

Vacinação de crianças quilombolas contra Covid-19 acontece neste domingo (16)

Vacinação de crianças quilombolas contra Covid-19 acontece neste do...

Cidade do Saber abre matrículas na próxima segunda-feira (17)

Cidade do Saber abre matrículas na próxima segunda-feira (17)

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.