Autoestima Feminina é tema de palestra no auditório da Semu

ASCOM
Publicado 27/07/2022 02:07:59

O tema Autoestima Feminina foi abordado durante o encontro realizado nesta quarta-feira (27/7), no auditório da Secretaria da Mulher (Semu). A ação, que é uma homenagem ao Julho das Pretas e também marca a passagem do Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, comemorado na última segunda-feira (25/7), teve o objetivo de valorizar e mostrar para as mulheres que assistiram a palestra, a importância de enxergar lições positivas nas experiências desafiadoras da vida e de aumenta a autoconfiança.

De acordo com a secretária da pasta, Fafá de Senhorinho, a relevância do tema abordado é que muitas dessas mulheres trabalham fora de casa, cuidam dos negócios, são donas de casa, cuidam da família, administram a vida social e na correria para atender estas demandas de empatia comum, acabam esquecendo de si mesmas. “Em meio a correria do dia a dia e batalhas da vida, muitas mulheres se esquecem do amor-próprio e da sua autoimagem, abandonam a sua autoestima. Precisamos reforçar que a autoestima é a força mental que o ser humano possui, e que elas têm força suficiente para criar autoconfiança, levantar-se e desenvolver motivação própria”, declarou.

Rose Braga, Ativista Negra, natural de Camaçari, pontuou que apesar de ser bastante comum que a autoestima seja relacionada a aspectos estéticos, é preciso ir além. “Esse é um assunto que deve ser tratado na vida de todas as mulheres. Falar de mulher preta, é falar de nossa história, é saber como chegamos aqui e aonde queremos chegar. Autoestima e empreendedorismo andam juntos, a sociedade quer nos ver lá embaixo. Nós temos que acreditar em nós mesmas e incentivar outras mulheres”, declarou.

Durante o evento, uma das participantes, Ivonete Mota Reis, líder da Comunidade de Terreiro, representante do Ficam, falou que a temática mostrou o quanto é preciso se conhecer para melhorar a autoestima, e a importância do autoconhecimento. “Esse tema é de extrema importância para nós mulheres. Não devemos ter vergonha da nossa história, precisamos identificar nossas dificuldades, aquelas que causam sentimentos de mal-estar e minam a nossa autoconfiança. Além disso, é preciso desmistificar que ter uma boa autoestima significa ser uma mulher perfeita. O importante é observar nossas qualidades, habilidades, conquistas, e o que mais houver de positivo em nós. Nós rompemos barreiras, temos que discutir inclusão nessa sociedade”, disse.

Mais Notícias

Proerd forma 746 estudantes na sede de Camaçari

Proerd forma 746 estudantes na sede de Camaçari

Inscrições para concurso de Cartão de Natal são prorrogadas até 7/12

Inscrições para concurso de Cartão de Natal são prorrogadas até 7/12

Idosos do Conviver têm manhã com música e muita animação

Idosos do Conviver têm manhã com música e muita animação

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.

AFFPAY AFFPAY Signup AFFPAY Loginp AFFPAY Affiliates Terms AFFPAY Advertisers Terms AFFPAY Privacy Policy AFFPAY FAQ AFFPAY Contact us