Plano habitacional do governo Lula beneficia Camaçari

ASCOM BOT
Publicado 25/03/2009 01:03:58

Camaçari vai ganhar mais habitações. É o que garante o secretário de Habitação, Djalma Machado, que representou o prefeito Luiz Caetano, durante o lançamento do Plano Habitacional do Governo Federal, que aconteceu nesta quarta-feira (25/04), no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

O programa tem como meta a construção de 1 milhão de habitações populares no Brasil até o próximo ano. A Bahia deve construir mais de 80 mil moradias.

A expectativa, segundo Djalma Machado, é de que cerca de 2 mil casas sejam construídas em Camaçari. Para o secretário, “os investimentos são muito importantes, pois geram emprego e combate os efeitos da crise econômica”.

O evento contou com a presença do Governador Jaques Wagner, prefeitos, deputados, ministros e coordenadores.

PLANO FEDERAL
A previsão é de que 400 mil moradias sejam entregues as pessoas que ganham até três salários. Outras 200 mil são destinadas àqueles que recebem de três a quatro salários mínimos.

O plano ainda vai entregar 100 mil casas para as pessoas que ganham de quatro a cinco, e outras 100 mil para quem tem faixa salarial até seis salários. Já as últimas 200 mil moradias são destinadas à população que ganha de seis a dez salários mínimos.

O Plano de Habitação contempla os municípios com mais de 150 mil habitantes. As construtoras responsáveis pelas obras também são beneficiadas com a redução dos ISS (Imposto sobre Serviço) e ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis).

FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
O foco da Secretaria de Habitação (Sehab), no momento, está voltado para as habitações de interesse social, isso porque o déficit habitacional de Camaçari passa de 12 mil moradias. Atualmente, o índice nacional é de 7,2 milhões. Desses, 34,3% corresponde a região Nordeste.

De acordo com o secretário de Sehab, já foi encaminhado para apreciação da Câmara Municipal de Vereadores, a nova versão do Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FMHIS), que destina um percentual do orçamento municipal, à construção de casas para população de baixa renda, assim como o estatuto do conselho gestor.

Ainda segundo o secretário, após a aprovação do projeto pela Câmara, serão estabelecidas audiências públicas para discutir sobre o FMHIS.

Foto: Nelinho Oliveira / Arquivo

O secretário Djalma Machado representou Caetano em Brasília -

Mais Notícias

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 2 de março de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 2 de março de 2021

Jornada Pedagógica Virtual da Secult inicia retomada de atividades da pasta

Jornada Pedagógica Virtual da Secult inicia retomada de atividades ...

Sedur amplia número de atendentes do “Disque Denúncia”

Sedur amplia número de atendentes do “Disque Denúncia”

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.