Nota pública

ASCOM BOT
Publicado 05/01/2018 08:01:09

A Prefeitura de Camaçari conclama os médicos do Município, que aderiram à paralisação deflagrada pelo SINDIMED, a retornarem imediatamente aos seus postos de trabalho, conforme decisão liminar do Tribunal de Justiça da Bahia, que declarou a ilegalidade do movimento e determinou multa de R$ 25 mil por dia parado para a entidade responsável pela greve.

A Prefeitura esclarece que, na folha salarial de janeiro, irá proceder ao desconto dos dias de paralisação, em virtude da suspensão do vínculo funcional decorrente da greve – conforme entendimento sedimentado do STF e registrado na própria decisão liminar -, ressaltando que não haverá revisão da medida, pela impossibilidade de compensação pelos dias parados. Uma categoria essencial como a dos médicos não pode penalizar toda uma população.

 A Prefeitura está aberta ao diálogo, mas se encontra impossibilitada de atender a reivindicações de aumentos salariais devido à grave crise econômica que reduziu a arrecadação. Por outro lado, vem atendendo a outras reivindicações dos médicos, bem como vem realizando a requalificação de toda a rede de saúde do Município deixada em situação precária pelas gestões passadas.

Foto: Reprodução

Tribunal de Justiça da Bahia declarou a ilegalidade da paralização -

Mais Notícias

Vacinação contra Covid-19 avança para idosos de 79 anos acima neste domingo (7/3)

Vacinação contra Covid-19 avança para idosos de 79 anos acima neste...

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 6 de março de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 6 de março de 2021

Com participação de Elinaldo em reunião, governador decide ampliar medidas restritivas em toda RMS

Com participação de Elinaldo em reunião, governador decide ampliar ...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.