Município promove projeto de prevenção às ISTs

ASCOM BOT
Publicado 16/08/2018 09:08:49

Há quatro meses, a Secretaria de Saúde de Camaçari (Sesau), através da equipe do Centro de Referência e Especialidade em Saúde (CRES DST/HIV/AIDS), iniciou o Projeto Arco-Íris, que  foi idealizado a partir das orientações do Ministério da Saúde MS em realizar a estratégia de Prevenção Combinada às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). Apesar de diversas ações, é crescente o número de pessoas contaminadas com o HIV.  Foi observado que o contexto social e as condições de vida são determinantes na exposição ou no potencial de contrair o HIV/AIDS e que apenas o uso do preservativo não é suficiente para a prevenção. 

O Projeto Arco-Íris busca reduzir as vulnerabilidades vivenciadas pelo grupo social LGBTHSH e que residem ou atuam profissionalmente em Camaçari. O projeto é realizado por Alba Borges, socióloga do CRES, e Agilda Conceição, assistente administrativa do CRES, com apoio de toda equipe. As atividades acontecem em parceria com Louro Brasil, representante do segmento. 

Após o mapeamento do território, iniciou-se visitas semanais nas noites de quinta-feira, quando as mulheres trans se encontram. São realizadas diversas ações que incluem: escuta qualificada; distribuição de preservativos masculinos e sachês de lubrificantes (pois a ocorrência  de microfissuras peniana, anal ou vaginal aumentam a exposição ao HIV). Além disso, são realizados encontros mensais para atividades de educação em saúde com temas previamente estabelecidos pelo próprio grupo.

A partir da escuta qualificada, foram disparadas outras ações, tais como: encaminhamento a endocrinologista para avaliação e acompanhamento do uso de hormônios; encaminhamento ao CRES para realização de Testes Rápidos; imunização e tratamento dos casos de IST positiva; encaminhamento ao CEDAP para iniciar a profilaxia pré-exposição (PREP); encaminhamentos para outras unidades de saúde da rede conforme demanda.

Alba Borges explica que o projeto consiste na Prevenção Combinada porque sua atuação perpassa pela saúde, social, segurança e cultura. “Já conseguimos alcançar 18 mulheres transexuais. Mas, nossa meta é alcançar as 30 que moram atualmente em Camaçari. Mais que atuar com ações de promoção à saúde, buscamos atuar com ações que promovam segurança, igualdade e o acesso delas aos serviços públicos oferecidos na cidade”.

Um dos principais ativistas da causa LGBT em Camaçari, Louro Brasil destaca: “após o projeto essas meninas têm a atenção que elas nunca encontraram em Camaçari. O projeto Arco-Íris tem feito mais que protegê-las contra o HIV. Ele tem levado dignidade a elas. Tem ajudado a cada uma conquistar seus direitos”.

Para a transexual Rubi, o projeto tem sido importantíssimo. “Com o projeto, passamos a ser vistas pelos setores públicos. Mas, ainda temos muito que mudar sobre o preconceito. Porém, os primeiros passos já foram dados”. 

Mais Notícias

Elinaldo debate com Sesau e prefeito Bruno Reis sobre retomada das atividades econômicas

Elinaldo debate com Sesau e prefeito Bruno Reis sobre retomada das ...

Prefeitura realiza serviço de limpeza de canais

Prefeitura realiza serviço de limpeza de canais

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 3 de março de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 3 de março de 2021

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.