Município implanta novas ações do Pronasci

ASCOM BOT
Publicado 14/07/2008 01:07:05

Mais duas ações do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) devem ser desenvolvidas em Camaçari, nos próximos meses.

A implantação dos projetos Mulheres da Paz e Protejo, vinculados ao governo da Bahia, vai ser debatida entre os municípios contemplados pelo Programa e representantes das secretarias estaduais do Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) e da Educação (SEC). A reunião será nesta quarta-feira (16/07), às 14 h, no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador.

O Mulheres da Paz prevê a capacitação de lideranças comunitárias para que possam atender famílias envolvidas com jovens em situação de risco e vulnerabilidade social. A proposta é que os jovens sejam encaminhados para programas sociais e educacionais do Pronasci, como Protejo, por exemplo. As lideranças serão identificadas pelas assistentes sociais vinculadas ao programa.

Já o Protejo irá garantir a formação e inclusão social de jovens expostos à violência doméstica ou urbana, através de atividades culturais, esportivas e educacionais. Ambos os projetos incluem o pagamento de uma bolsa auxílio.

Atualmente Camaçari já tem garantido R$ 562.809 mil para estruturação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), que funcionará no 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM), e instalação de dez câmeras de segurança no entorno dos Phoc´s 1,2 e 3.

ENCONTRO DE COMUNICADORES
O funcionamento do Pronasci e as estratégias para divulgação das ações foram temas do Encontro de Comunicadores Parceiros do programa, realizado na tarde da última sexta-feira (11/07), na Secretaria de Segurança Pública da Bahia. A proposta é que a comunidade também atue como parceira das atividades.

“Dentro do Pronasci há um conjunto de ações sociais em que o foco é a segurança pública. Este é um programa de mobilização social que propõe a participação de todas as pessoas”, afirma o coordenador nacional de Modernização das Instituições Policiais, Jorge Quadros.

A Bahia é o terceiro Estado do país que mais recebeu recursos este ano para implantação do programa. Segundo o coordenador, o valor destinado para execução dos projetos ainda pode sofrer alguns acréscimos.

“Temos para Bahia um valor inicial superior a R$ 70 milhões, porém isso não quer dizer que não possam vir mais verbas para este ano”, diz Jorge Quadros, que atribui o volume de recursos destinados ao Estado ao fato de “a Bahia se preocupar em implantar o programa”.

Foto: Agnaldo Silva

Técnicos discutem funcionamento e estratégias do programa -

Mais Notícias

Prefeitura publica Decreto que mantém medidas restritivas até dia 8 de março

Prefeitura publica Decreto que mantém medidas restritivas até dia 8...

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 2 de março de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 2 de março de 2021

Jornada Pedagógica Virtual da Secult inicia retomada de atividades da pasta

Jornada Pedagógica Virtual da Secult inicia retomada de atividades ...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.