Manchas de óleo: soluções de proteção ambiental serão construídas através de Comando Unificado

ASCOM
ASCOM
Publicado 12/10/2019 09:10:21

Para garantir a rapidez das ações de limpeza das manchas de óleo e proteger o ambiente costeiro, a Prefeitura de Camaçari se antecipou e, junto com os municípios que compõem a governança de Turismo, Costa dos Coqueiros, está buscando junto ao Estado, ações conjuntas para remoção da substância e proteção de rios e mangues. Representantes dos municípios se reuniram na sexta-feira (11/10), com o secretário estadual de Meio Ambiente, João Carlos, representantes de órgãos ambientais estaduais, da Justiça e do departamento de oceanografia da UFBA.

Enfrentando as consequências da sujeira causada pelas manchas de óleo que já atingiram nove Estados do Nordeste e mais de 138 locais de praia, os municípios buscam auxílio do governo estadual e federal para garantir o descarte do material coletado e a manutenção de uma frente de trabalho nas regiões mais afetadas. “É um problema que não foi gerado por nós, mas que agora está sob nossa responsabilidade para agir e resolver. Através da liderança e orientação do prefeito Elinaldo Araújo, Camaçari assumiu essa liderança de atuar preventivamente e ajudar os outros municípios”, destaca o secretário municipal de Turismo, Gilvan Souza.

A iniciativa foi aprovada pelo gestor estadual de Meio Ambiente, que disponibilizou o apoio e recursos técnicos da Secretaria Estadual para auxiliar na gestão da crise. “A gente entende que esse é o momento de desenvolvermos soluções conjuntas”, avalia João Carlos. Após a atualização das ações e diagnóstico, o grupo formou um Comando Unificado para gerir medidas preventivas e acompanhar as operações de limpeza e descarte dos resíduos.

Durante a reunião, os municípios demonstraram preocupação com alguns tópicos que precisam de intermediação do Estado. Dentre eles, estão a formação de mutirões, a ausência de efetivo e recursos financeiros para formar brigadas permanentes de limpeza, contenção na entrada de rios e manguezais, destinação final dos resíduos e a criação de um canal oficial de comunicação com a população.

“O principal tópico é da carência dos municípios na questão financeira e de logística para combater essa mancha de óleo, para a retirada desse material das praias e principalmente a contenção desse óleo na boca dos estuários e nos rios. Enfatizamos que os municípios estão colaborando com os órgãos estaduais, mas os municípios tem um alcance que não é tão abrangente quanto os outros entes federativos”, explica o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiental, Genival Seixas.

Essas demandas serão resolvidas em reuniões diárias, a partir deste sábado (12/10), com o grupo de Comando Unificado. O comitê será formado pelo secretário de Meio Ambiente do Estado, a diretora geral do INEMA, o superintendente estadual de Recursos Hídricos, o diretor da Bahia Pesca, a direção operacional do Ibama e a departamento de Oceanografia da UFBA. O secretário Gilvan Souza foi indicado pela governança turística, Costa dos Coqueiros, como representante das regiões do litoral norte afetadas pela mancha. O gestor de Turismo e o titular da pasta municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, vão acompanhar as ações e defender medidas conjuntas.

Slideshow | 3 fotos

Manchas de óleo: soluções de proteção ambiental serão construídas através de Comando Unificado

Mais Notícias

Palestra Dança Cura antecede homenagens ao Dia da Mulher

Palestra Dança Cura antecede homenagens ao Dia da Mulher

Estádio municipal recebe partidas das copas da Integração e Seleção

Estádio municipal recebe partidas das copas da Integração e Seleção

Vistoria em transporte escolar encerra nesta sexta-feira

Vistoria em transporte escolar encerra nesta sexta-feira

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.