Encontro define estratégias de proteção a estudante

Iwwa Agência
Publicado 07/08/2008 12:08:36

A criação de uma rede de proteção contra o uso de drogas e a violência nas escolas públicas municipais foram assuntos debatidos nesta quinta-feira (07/08), na Cidade do Saber Professor Raymundo Pinheiro, pelos gestores das unidades e entidades representativas da infância e juventude.

Ao final do debate, foi decidida a elaboração de um documento preliminar com as propostas apresentadas e estabelecidas reuniões setoriais que devem acontecer até o final de outubro, quando está prevista a realização de um fórum.

Para a diretora da Escola Américo Ferreira dos Santos, Euvira Aparecida Beltramini, o encontro é uma oportunidade de estabelecer parcerias com os órgãos que atuam na proteção aos direitos da criança e do adolescente. “Esse já é um passo importante para tentar solucionar o problema da comercialização de drogas e a violência nas escolas”.

Para a coordenadora pedagógica da Escola Félix Joaquim de Morais, Kátia Simone Góes, esse tipo de encontro mobiliza todos os setores competentes pela garantia da integridade da infância e juventude.

O secretário municipal da Educação, Valter Lima, citou as ações que estão sendo realizadas pelo Município para garantir a ocupação integral do aluno e evitar ociosidade. A construção de quadras poliesportivas e realização de oficinas são algumas das iniciativas oferecidas aos cerca de 50 mil matriculados na rede municipal.

Além disso, as rondas escolares reforçam a segurança nas unidades da sede e orla. Ao todo, são cinco motos e duas viaturas, que funcionam integradas com órgãos de apoio, a exemplo das polícias, Superintendência dos Transportes e Trânsito (STT) e Defesa Civil. As viaturas circulam 24 horas. Já as motos, das 8h às 22h.

De acordo com o coordenador de Segurança Patrimonial da Seduc, Carlos Santos, as rondas escolares reduziram os índices de violência nas imediações das escolas em cerca de 30%.

A implantação do Núcleo de Atendimento Psicopedagógico (Nuaps) é um novo instrumento de assistência aos estudantes. A partir da segunda quinzena deste mês, os alunos assistidos pelo Programa de Regularização de Fluxo (estudantes com defasagem entre a idade e a série) serão atendidos por psicopedagogos, terapeuta e estagiários em fonaudiologia e serviço social. O Nuaps vai funcionar na Cidade do Saber.

Também estiveram presentes à discussão, o presidente do Conselho Tutelar da orla, José Romilson, a promotora de Justiça da Infância e Juventude, Juliana Barros, o supervisor administrativo do Juizado de Menores, Antônio Félix, comissário coordenador da 26ª Delegacia de Polícia, Manuel Amâncio Dourado, e o representante do Conselho Tutelar na sede, Adailton Rosário.

Foto: Agnaldo Silva

Especialistas discutem violência e drogas nas escolas -

Mais Notícias

Seinfra e Sedur dão prosseguimento a alinhamento de ações

Seinfra e Sedur dão prosseguimento a alinhamento de ações

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 13 de abril de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 13 de abril de 2021

GTC elabora ações para a 7ª edição do Prefeito Amigo da Criança

GTC elabora ações para a 7ª edição do Prefeito Amigo da Criança

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.