Em defesa da sociedade

ASCOM BOT
Publicado 12/03/2015 03:03:14

A Prefeitura Municipal de Camaçari vem a público informar que, diante da intransigência dos professores e com o intuito de preservar os direitos da sociedade, não tem outra alternativa senão requerer a intermediação da Justiça para garantir a imediata retomada das aulas nas escolas da rede pública municipal. A greve, que já dura mais de duas semanas, prejudica mais de 40 mil alunos.

Na abertura do processo negocial da campanha salarial 2015, os professores, surpreendentemente, resolveram entrar em greve, sob a alegação de que havia duas pendências do Acordo Coletivo de 2014: o enquadramento de 20 para 40 horas e a lei de incentivo à docência.

Imediatamente, o governo municipal, a fim de solucionar o mais rápido possível o impasse, baixou decreto assegurando o enquadramento e em reunião com a Câmara Municipal conseguiu o compromisso de 17 dos 19 vereadores de votarem o projeto de incentivo à docência em caráter de urgência urgentíssima.

Mesmo com o atendimento das reivindicações, os professores insistem em manter o movimento, o que torna a greve abusiva, deflagrada por motivações meramente políticas. .

O governo municipal continua a aberto à negociação e confia na sensibilidade da maioria dos professores, efetivamente comprometida com a educação, para que retorne imediamente às salas de aula, em nome dos interesses maiores dos alunos e das famílias.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI

 

Foto: Marcelo Ferrão

Governo continua aberto ao diálogo com professores -

Mais Notícias

Camaçari publica decreto com restrições para o fim de semana

Camaçari publica decreto com restrições para o fim de semana

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 26 de fevereiro de 2021

Boletim Epidemiológico de Camaçari – 26 de fevereiro de 2021

Ação de fiscalização no combate à Covid é intensificada pela Sedur e STT

Ação de fiscalização no combate à Covid é intensificada pela Sedur ...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.