Centro Educacional Reitor Edgard Santos recebe oficina do Prefeito Amigo da Criança

ASCOM
ASCOM
Publicado 07/08/2019 05:08:48

“Nunca fui alvo de bullying, mas acho que trazer esses assuntos pra escola é importante pra encorajar os alunos a denunciarem. Já vi situações ruins acontecendo com colegas e pedi ajuda ao professor”, falou o estudante Luiz Eduardo Santos, 13 anos, estudante do 8º ano do Centro Educacional Reitor Edgard Santos, na Gleba A, local onde aconteceu, nesta quarta-feira (07/08), mais uma oficina do Programa Prefeito Amigo da Criança (PPAC). O jovem foi o primeiro a tirar sua dúvida sobre o tema, explanado pela professora Luciene Silva, que tratou sobre violência com foco no ambiente escolar.

Cerca de 90 crianças com idades de 10 a 13 anos participaram da atividade, que foi conduzida por membros do Grupo de Trabalho Coordenador (GTC) do programa. Essa é mais uma ação desenvolvida que contribuirá para a construção do Plano Municipal para a Infância e Adolescência (PMIA). A cada oficina são abordados alguns dos 24 eixos temáticos necessários para a elaboração do documento.

Entre os jovens, também estava a pequena Itawana Vitória Cunha, 10 anos, que integra a turma do 5º ano. A jovem questionou sobre qual deve ser a postura do aluno alvo de violência psicológica. “Essa era a dúvida da minha colega, mas como tem vergonha fiz questão de ajudá-la fazendo eu mesma a pergunta. Me solidarizo, pois já sofri com bullying, me chamavam de coisas que me deixava triste. Na hora ficava com raiva, mas eu respirava e bebia um pouco de água, porque eu não queria fazer nada de errado”, contou ao explicar que compartilhou a situação com a mãe. “Ela que cuida de mim e sabe a melhor coisa a ser feita”, concluiu Itawana.

Entre os palestrantes da tarde estão o servidor da Ouvidoria Municipal, Joniel Rios, que explicou sobre a importância do órgão e como funciona, de forma a fortalecer o canal de comunicação com a sociedade. Primeira Infância foi o tema abordado pela terapeuta em renascimento e psicopedagoga, Mariana Amaral, que durante a sua participação falou sobre crenças limitantes, fazendo os jovens refletirem sobre o que pensam sobre si. Na ocasião, foi apresentado por ela um trecho do filme Desafiando Gigantes que traz analogias sobre dedicação, motivação e liderança.

Trabalho Infantil foi a temática conduzida pela cirurgiã dentista, Sintique Lopes, preceptora do programa de residência no município, resultado da parceria entre a Fundação Estatal Saúde da Família e a Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria da Saúde (Sesau). “O ambiente escolar é onde se desenvolve muitas crenças e colocar em debate esses temas representa mais do que conscientizar. É, sobretudo, uma oportunidade de torná-los multiplicadores, pois os estudantes compartilham o que aprendem nos demais espaços de convivência como em casa, com os amigos da rua e com parentes, aumentando assim o alcance das informações”, explicou Sintique ao falar que para interagir com as crianças faz uma dinâmica sobre mitos e verdades sobre o tema, como mecanismo de estímulo.

O PPAC tem como madrinha a primeira-dama Ivana Paula. O objetivo é estimular a criação e o aperfeiçoamento de políticas públicas destinadas à promoção e à proteção dos direitos das crianças e adolescentes, mediante suporte técnico aos gestores municipais que aderem à proposta, durante os quatro anos da gestão municipal, culminando no reconhecimento dos esforços realizados e dos resultados obtidos.

Slideshow | 8 fotos

Centro Educacional Reitor Edgard Santos recebe oficina do Prefeito Amigo da Criança

 

Mais Notícias

Verdes Horizontes recebe oficina de participação social para revisão no PDDU

Verdes Horizontes recebe oficina de participação social para revisã...

Palestra marca o Dia do Auditor Interno

Palestra marca o Dia do Auditor Interno

Novembro da Diversidade tem início e lota o Foyer do Teatro Cidade do Saber

Novembro da Diversidade tem início e lota o Foyer do Teatro Cidade ...

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.