Blitze e ronda reforçam a segurança em Camaçari

ASCOM BOT
Publicado 06/08/2008 01:08:22

O combate à criminalidade vem sendo intensificado em Camaçari, com reforço no policiamento e adoção de medidas preventivas. A ação integra o Plano Municipal de Segurança. Os agentes têm realizado policiamento ostensivo, rondas, abordagem de veículos e blitze nas ruas da cidade.

Na região do Parque das Mangabas, Machadinho e Parque Real Serra Verde, a vigilância é feita por agentes e uma viatura, que circulam pela região todos os dias, durante 24 horas.

A Lama Preta, Bomba, Gleba E, praça Abrantes e Parafuso contam também com o policiamento modular. Quatro homens, dois em cada turno, trabalham nas localidades por 24 horas. Caso haja necessidade, os agentes são apoiados por viaturas que ficam estacionadas em pontos estratégicos do Município.

Para o mototaxista Luís Alberto Simões Santos, a abordagem de veículos coíbe delitos como assaltos e infrações de trânsito, além de evitar acidentes. “A fiscalização traz maior segurança para o motorista e o pedestre. A presença da polícia também inibe a ação dos marginais. Eu por exemplo, já fui abordado em duas blitze aqui no bairro”, relata o morador da Gleba H.

PHOCS
Nos Phocs 1, 2 e 3, bairros contemplados pelo Programa Nacional de Segurança Publica com Cidadania (Pronasci), ainda é o feito o policiamento comunitário. O efetivo é composto por três duplas de policiais, uma guarnição de rádio patrulha, mais uma base referência, que fica estacionada em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) Nova Aliança. A segurança é feita todos os dias, das 7h às 23h.

Para conhecer a rotina e problema dos moradores dos bairros, os policiais visitam residências e locais de grande fluxo de pessoas, como bares, estabelecimentos comerciais, escolas e unidades de saúde. A visita inclui entrevista e preenchimento de cadastro com informações sobre o residente.

O trabalho da polícia comunitária tem caráter preventivo, que visa não apenas reduzir a criminalidade, mas também diminuir o dano à vítima e à comunidade, com modificação dos fatores comportamentais.

Segundo o PM Gilmar Rocha Passos, o morador é a melhor fonte de informação sobre o dia-a-dia do bairro. “A comunidade tem colaborado consideravelmente com os nossos trabalhos. Isso demonstra a confiança que cada cidadão tem na polícia”.

Tarcisa Sousa Alves, proprietária de um estabelecimento comercial no Phoc 1, diz estar satisfeita com a ação da polícia comunitária. “O fato de o agente vir até minha casa ou meu comércio para perguntar sobre a movimentação na rua ou comportamento das pessoas é uma forma de fiscalizar o bairro e afastar bandidos, que já ficam assustados com a presença da PM”.

Foto: Marina Silva / Arquivo

Abordagens aumentam a segurança em Camaçari -

Mais Notícias

Com 25 novos casos, Camacari chega a 412 testados positivos

Com 25 novos casos, Camacari chega a 412 testados positivos

Camaçari registra 387 casos confirmados e um óbito por Covid-19

Camaçari registra 387 casos confirmados e um óbito por Covid-19

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.