Barra do Pojuca ganha mercado e restaurante escola

ASCOM BOT
Publicado 26/06/2008 07:06:25

A comunidade comemora nesta sexta-feira (27/06), às 16h, a inauguração o novo Centro Comercial de Barra de Pojuca, por onde passam, diariamente, 1.500 pessoas. A reestruturação do espaço vai representar, de acordo com o coordenador da Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) Humberto Leite, um incremento de 30% na economia local.

Simultaneamente, será inaugurado o Restaurante Solidário Curuca, que vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, dentro do Mercado Municipal de Barra do Pojuca. O objetivo do projeto é a inserção no mercado de trabalho, por meio de cursos de culinária e aproveitamento dos alimentos.

O mercado passou por reparos tanto na estrutura física quanto na rede elétrica e hidráulica. O centro comercial dispõe de dois banheiros, 20 boxes, um terminal de ônibus, estacionamento para 60 carros e duas praças de alimentação, uma com capacidade para 80 pessoas e a outra com 150 lugares. O investimento foi de aproximadamente R$ 300 mil.

Dentre as atividades exploradas têm confecções, artigos religiosos, açougue, peixaria, salão de beleza, hortifruti e cereais, além de bares e restaurantes. A iniciativa irá beneficiar os moradores da região, em especial Monte Gordo e Barra do Jacuípe. O Mercado Municipal fica localizado na rua Filogônio de Oliveira e funcionará das 7h às 20h.

RESTAURANTE
As inscrições para os cursos de culinária do restaurante Curuca estão abertas. Os interessados devem se dirigir ao Centro de Referência da Assistência Social (Cras) – Casa da Família, para fazer o cadastro. O candidato deve levar originais e cópias de identidade, comprovante de residência e de escolaridade. É imprescindível ser morador de Barra do Pojuca e ter mais de 18 anos.

Os cursos devem começar a partir da primeira quinzena de julho. São disponibilizadas 20 vagas por turno. A carga horária é de 160 horas/aulas e conta com uma equipe de quatro profissionais, entre eles pedagoga, nutricionista, instrutora de cozinha e assistente social.

A cozinha comunitária serve também como princípio de combate à fome. Todos os pratos típicos montados diariamente durantes as oficinas serão aproveitados pelos próprios alunos, que terão livre acesso para levar para as respectivas famílias.

A ação é uma parceria entre as secretarias de Assistência Social (Seas), de Segurança Alimentar e Benefícios Sociais (Seabes), Serviços Públicos (Sesp) e Turismo (Setur).

Foto: Agnaldo Silva

Cerca de R$ 300 mil foram investidos na recuperação -

Mais Notícias

Escuta especializada está suspensa em Camaçari

Escuta especializada está suspensa em Camaçari

Prefeitura continua entregando benefícios sociais

Prefeitura continua entregando benefícios sociais

Moradores do bloco 19 do conjunto Lucaia voltam a ocupar imóveis

Moradores do bloco 19 do conjunto Lucaia voltam a ocupar imóveis

Pressione enter para começar a busca ou Esc para fechar a janela.